Checklist da escola segura: como a gestão promove saúde mental
Baixe agora!
Blog da Árvore
Gestão Escolar
Gere oportunidades no atendimento da família na escola!

Gere oportunidades no atendimento da família na escola!

1 jun 2023
4 min
Post modificado em:
1/6/2023
atendimento da família na escola

A comunicação de qualidade com a família é decisiva para o sucesso da escola. No texto de hoje vamos discutir o assunto e também dar dicas práticas. Confira!

Como atender bem à família na escola?

A família é uma instituição complexa, com múltiplos arranjos possíveis. Ela é um núcleo de afeto e um sistema de apoio para o desenvolvimento do ponto de vista cognitivo, emocional e muito mais!

Não dá para negar que a família é uma das partes mais importantes do tecido da comunidade escolar. Apesar disso, garantir a participação da família na escola ainda é um desafio.

A escola precisa do apoio das famílias para executar com mais segurança seu Projeto Político Pedagógico. Além de garantir aprendizagens e experiências significativas para estudantes e comunidade.

Logo, o acompanhamento familiar proporciona melhorias no processo de aprendizagem e na vivência em sala de aula. Pais e responsáveis devem participar da vida escolar de seus filhos e, se possível, do próprio ambiente escolar.

Como criar oportunidades para melhorar essa relação? Como fortalecer a presença da família na escola?

É muito importante atender bem às famílias, aproveitando encontros e trocas pontuais para ouví-las e construir uma relação de confiança.

Atender bem significa informar sobre as experiências pedagógicas da escola e sobre o desenvolvimento de cada estudante. Mas também promover espaços de escuta e vivências de qualidade. A família precisa se sentir parte da escola!

Como conversar com as famílias em um plantão pedagógico?

O plantão pedagógico é uma oportunidade ímpar para aprofundar a parceria família-escola e criar espaços de troca e comunicação. Afinal, a gestão escolar precisa garantir que as famílias participem ativamente do cotidiano escolar.

Um dos principais eventos previstos no calendário, o plantão pedagógico recebe a família na escola para trocas individuais. As famílias recebem atenção especial e informações específicas sobre as vivências de cada estudante.

Gestor, aproveite a oportunidade para acolher bem os responsáveis. Você pode apresentar as novidades e mostrar tudo de bom que a escola tem a oferecer. Sem esquecer, claro, de ajudar as famílias a incentivar o estudo em casa, dentro das possibilidades de cada uma.

A divulgação do plantão pedagógico via canais de comunicação deve acontecer com bastante antecedência. Pode ser útil enviar lembretes objetivos e periódicos desse evento com certa regularidade. Assim é mais fácil ter a família na escola!

É importante lembrar de flexibilizar horários, além de criar oportunidades de trocas remotas para aqueles que não puderem comparecer presencialmente.

Pense em cada detalhe! Desde a chegada da família na escola, ao conforto e acolhimento durante o horário de plantão pedagógico, além de uma despedida atenciosa.

Como conversar com as famílias na reunião com os responsáveis?

E a reunião de pais e mestres? Sim, ela também é uma excelente oportunidade de garantir a presença da família na escola e construir uma relação significativa.

Logo, a comunicação com os pais para o evento também é indispensável. Ela começa na divulgação da data e do horário da reunião. Gestor, ajude as famílias a lembrar da data e a perceber a importância da participação.

Para estimular a presença, se possível abra também a possibilidade de participação remota para garantir o máximo quorum possível. As reuniões devem ser objetivas, bem planejadas, dinâmicas e descontraídas para atrair mais famílias.

Durante a reunião, faça dinâmicas variadas de integração, de facilitação das trocas e de debate. Evite rodadas muito longas de exposição, que podem ficar cansativas.

Caso a equipe tenha experiência com metodologias ativas, aproveite para levar essas estratégias para o encontro.

Que tal provocar perguntas? Ou estimular uma roda de conversa? É essencial criar espaços de troca e praticar escuta ativa para responder todas as perguntas das famílias de forma respeitosa.

Tanto os responsáveis quanto a equipe da escola devem sair da reunião com a sensação de que o encontro foi produtivo e positivo. Ainda que temas difíceis sejam colocados em pauta.

Ponto de atenção: é bom evitar a postura defensiva para tratar de questões sensíveis. Trabalhar o diálogo é fundamental. Ainda mais se for em uma situação de crise!

As famílias devem ser consultadas com frequência e convidadas a participar ativamente da tomada de decisões na escola.

Como abordar a matrícula com as famílias?

A retenção escolar é decisiva para que o trabalho da escola tenha continuidade!

Os estudantes vão continuar na escola? As famílias ficaram satisfeitas? As turmas tiveram resultados positivos? Tudo isso é levado em conta!

Experiências positivas das famílias e dos estudantes ao longo do ano podem se refletir no resultado na campanha de rematrícula. Desde o início do ano letivo, a escola deve priorizar tanto resultados pedagógicos como ações de acolhimento.

Preparar toda a equipe para atender bem às famílias. Tirar dúvidas de forma eficiente e respeitosa faz a diferença durante a campanha de matrícula. Na verdade, durante todo o ano!

Gestor, lembre-se de estimular a comunicação assertiva e respeitosa para contactar as famílias. Nas redes da escola, aproveite para divulgar as experiências de sucesso da escola, depoimentos de estudantes e de educadores.

Outra sugestão: não esqueça de cultivar a flexibilidade! A escola precisa estar aberta para se adaptar, dentro das possibilidades, às diferentes situações que se colocarem. Ter a família na escola é um objetivo a ser conquistado!

Isso significa se comprometer com a qualidade e manutenção dos benefícios que a escola oferece. Mas também entender a hora de flexibilizar e apoiar as famílias nas dificuldades. Isso pode ser muito decisivo.

Como evitar ruídos de comunicação com a família na escola?

As situações de comunicação são complexas e ruídos são muito comuns no dia a dia. Como evitar ruídos na comunicação com os responsáveis?

Para ajudar a gerar oportunidades no atendimento da família na escola, compartilhamos algumas dicas. Confira:

Conheça as famílias ao máximo

Para se comunicar bem e criar oportunidades de contato com as famílias, vale muito a pena tentar conhecê-las bem. É importante identificar a realidade da maioria delas, do ponto de vista social, econômico, cultural e muito mais.

Compreender essa diversidade vai ajudar na tomada de decisões e na definição de estratégias comunicativas mais eficientes. Além de ajudar a decidir o uso dos recursos da escola e até a atrair responsáveis para os encontros coletivos.

Que estratégias podem ajudar na tarefa de conhecer melhor as famílias? A gestão pode aplicar, já no início do ano letivo, questionários, pesquisas quantitativas e qualitativas, direcionadas para tal objetivo.

Além disso, é fundamental aproveitar os encontros de atendimento e plantão pedagógico para cultivar laços, partilhar vivências e criar conexões.

Invista na comunicação não-violenta e na mediação de conflitos

A comunicação não-violenta é uma ferramenta útil na comunicação com as famílias, especialmente em situações de crise e de insatisfações pontuais.

Refletir sobre a forma de se comunicar e expor os fatos de maneira respeitosa. Explicar a que necessidades as demandas se referem, vai ajudar muito no dia a dia.

Diante de situações de conflito, evite culpabilizar as famílias, tente não apontar dedos. Em vez disso, atue de forma propositiva para manter aquela relação e explicar a decisão da escola.

Nas situações de crise, as famílias devem enxergar a escola como parceira. Além  de entender também a parcela de responsabilidade que tiverem, de acordo com cada caso.

Investir em profissionais de apoio com formação em mediação de conflitos. Ou proporcionar essa formação para a equipe da escola, pode valer muito a pena.

A tecnologia como aliada na comunicação escolar

Como tornar a comunicação com os pais mais eficiente? A resposta pode ser menos complicada do que se espera! A tecnologia pode ajudar muito a se conectar com as famílias.

Existem diferentes possibilidades. Algumas podem abarcar a implementação de aplicativos específicos para comunicação. Ou ainda o uso de redes sociais, compartilhamento de agendas ou até a adoção de plataformas com relatórios mais detalhados.

O certo é que se deve evitar ao máximo uma comunicação disfuncional. A equipe responsável da escola precisa traçar um plano de divulgação dos eventos e das experiências de forma positiva.

Às vezes menos é mais! Alguns cuidados podem ser valiosos, como evitar poluir de mensagens os canais de comunicação com as famílias. Enviar mensagens de forma periódica, cuidadosa e objetiva pode criar entre as famílias uma cultura de acompanhar cada lembrete enviado pela escola.

Promova atividades diferentes e lúdicas

Os momentos festivos, de apresentações artísticas e culturais podem ser oportunidades valiosas para as famílias sentirem o valor e a importância da escola.

A festa é uma oportunidade de aproximação. As conexões se constroem também nos momentos fraternos! Nessas situações é muito positivo ter a família na escola.

Que tal convidar as famílias para participar de um evento de culminância de alguma ação pedagógica ou projeto? Ou ainda para festas e saraus da escola?

Quem sabe as famílias até podem se envolver ativamente na organização do evento ou nas atividades do projeto? Isso fará toda diferença para criar oportunidades de integração e interação! Alegria é ter a família na escola!


Gestor, esperamos que esse conteúdo seja útil para estimular a relação família e escola. Veja também dicas de como a tecnologia pode apoiar a retenção de alunos no período de matrícula. Até a próxima!

Baixe o Guia Definitivo da Gestão Escolar!

Tenha acesso a dicas, materiais e conteúdos práticos para tornar o dia a dia da gestão escolar mais simplificado. É gratuito!

Preencha o formulário ao lado e receba o material no seu e-mail.

Formulário enviado com sucesso!
Erro! Por favor, tente novamente.

Você pode gostar também

Gestão Escolar

Dicas para começar o seu ano letivo com o pé direito

Começar o ano letivo da maneira certa é essencial para alunos, professores e para a gestão escolar. Confira cinco dicas para tornar essa tarefa mais fácil.

Continuar
Gestão Escolar

Como trabalhar a saúde mental na escola: 7 dicas práticas

Você sabe por que e como trabalhar a saúde mental na escola? Conheça o importante papel das instituições de ensino e confira 7 dicas práticas.

Continuar