Checklist da escola segura: como a gestão promove saúde mental
Baixe agora!
Blog da Árvore
Gestão Escolar
O desafio da gestão escolar com excelência: como desenvolver

O desafio da gestão escolar com excelência: como desenvolver

4 abril 2022
2 min
Post modificado em:
6/4/2023

São muitos os desafios de promover uma gestão escolar de excelência. Por isso, convidamos a gestora escolar Elaine Ruiz para refletir sobre o tema. Ela é pedagoga e fundadora do Prosear, além de estar há 24 anos no chão da escola e atuar como gestora há 13.

Atualmente, Elaine Ruiz atua na gestão pedagógica da Escola Projeto Vida em São Paulo. Vamos ver, nessa conversa sobre os principais aspectos que compõem uma administração comprometida, acolhedora e eficiente, o que ela tem para compartilhar sobre o desafio da gestão escolar.

O que é gestão escolar com excelência?

Chamamos de gestão escolar com excelência o conjunto de estratégias e práticas que visam melhorar os processos educacionais dentro de uma instituição de ensino. Ela envolve uma série de frentes, como a gestão administrativa, financeira e pedagógica.

Como consequência, ela melhora a qualidade de ensino, estando ligada à função social da escola. Afinal, um dos seus pilares é a gestão pedagógica, que está relacionada à definição dos parâmetros de aprendizagem que a escola irá adotar, estabelecendo o planejamento escolar.

Por que olhar para a gestão escolar da sua escola?

Um dos motivos de prezar pela gestão escolar eficiente é que ela proporciona resultados essenciais para o sucesso da instituição de ensino, seus profissionais e, principalmente, seus alunos.

Para isso, ela deve ser capaz de lidar com todas essas frentes dentro da escola, aplicando princípios e estratégias que ampliam a eficácia dos processos educacionais, promovendo constantes melhorias no ensino por meio, por exemplo, do plano de gestão escolar.

Além disso, é importante que ela seja realizada de forma participativa, envolvendo toda a comunidade escolar, como professores, funcionários, alunos e pais.

Leia também: Qual é a importância da comunicação entre família e escola?

Quais são as atribuições necessárias para uma gestão escolar de excelência?

Eu diria que a primeira atribuição fundamental é o gestor ter clareza de que todas as ações dele devem privilegiar o desenvolvimento integral desse aluno. Ele é o propósito da gente estar dentro da instituição.

Um outro aspecto da gestão escolar é olhar para sua equipe a fim de que possam continuar se desenvolvendo como profissionais. E, para isso, é uma atribuição desse gestor que ele seja parceiro e tenha escuta atenta, a fim de compreender as dificuldades de cada um.

O gestor também precisa abrir espaço para o diálogo, desenhar metas e ser muito sincero e transparente nessas devolutivas. Para isso, é importante compartilhar não só feedbacks para o desenvolvimento do aluno, mas para reconhecimento também.

Além disso, para ter excelência na gestão escolar, é preciso olhar para o mundo e entender o que está acontecendo. Assim, é possível fazer os recortes dessas questões urgentes e necessárias para trazê-las ao cotidiano da escola.

E, por último, o gestor deve ser o guardião e o disseminador da missão e da identidade da escola. Isso faz necessário ter sensibilidade e intervenção cuidadosa para que os valores e a cultura dessa instituição transpareçam no cotidiano.

Leia também: Escuta ativa: como aprender a desenvolver essa habilidade?

Qual é o desafio da gestão escolar?

São muitos os desafios da escola! No lugar da gestão escolar, a gente precisa entender que está lidando com problemas de todas as dimensões. Eu gosto muito de olhar pra instituição dividida em quatro níveis: os recursos, os processos, as relações e a identidade.

O principal desafio do gestor é olhar para essas instâncias da escola e pensar como elas precisam se articular e como é possível costurar tudo isso nesse cotidiano, envolvendo todos que fazem parte da construção da escola.

Então, eu diria que esse é um grande desafio: equilibrar todas essas demandas! Mas também que seja feito de forma cuidadosa para que esse organismo vivo, que é a escola, possa se desenvolver potencialmente. E, assim, oferecer a melhor educação e formação para as crianças e os adolescentes.

Acho que um outro grande desafio para uma gestão escolar eficiente é a gente pensar que a escola não pode focar apenas no desenvolvimento intelectual das crianças. Independente das linhas metodológicas, filosóficas, cada vez mais a gente tem compreendido que a escola tem um papel muito mais amplo do que ensinar conceitos para os estudantes.

A escola precisa criar e favorecer um ambiente de desenvolvimento global desses indivíduos, respeitando suas particularidades, entendendo as histórias de cada um que está ali, mas potencializando esse lugar do coletivo.

Esse lugar de aprender a lidar com os conflitos, de aprender a respeitar o próximo, de se constituir como grupo e olhar para o mundo de uma maneira não isolada.

A escola segmentou os conteúdos, as áreas do conhecimento, mas o mundo não é assim. É muito importante também criar um currículo que articule as problemáticas e que ajude os meninos e as meninas a pensar em problemas reais para aprender conteúdos importantes para a vida deles.

Então acho que, resumindo, o gestor precisa olhar para essa instituição dentro dos quatro níveis, mas também observar as questões pedagógicas contemporâneas, a fim de que se possa construir uma escola de mais sentido.

Leia também: BNCC nos currículos escolares: dicas de como aplicar

Quais dicas você daria para um gestor que quer fazer a diferença e contornar o desafio da gestão escolar?

Um gestor que quer fazer a diferença é, na minha opinião, aquele que possibilita uma construção de relações muito saudáveis dentro do ambiente da escola. Quanto mais relações benéficas a gente construir, mais criam-se possibilidades tranquilas e mais potentes de desenvolvimento de todos.

Leia também: Gestão democrática na escola: 5 dicas de como aplicar

Quanto mais a gente cria relações transparentes, mais tem-se um espaço em que as pessoas podem ser elas mesmas e assim, certamente, vão entregar o melhor de si, conectando-se. E, é claro, vão fazer um trabalho com muito mais qualidade para nossos alunos.

Então, para além de todas as questões técnicas que eu já trouxe aqui, acho que uma sensibilidade para cuidar das pessoas e ser guardiã da criação de um ambiente saudável é fundamental para que todo o resto aconteça. E eu tendo a pensar e a dizer que esse ambiente saudável está totalmente relacionado à identidade dessa instituição.

Leia também: Quais são as competências socioemocionais? Descubra agora!

Como se organizar para ter uma gestão escolar eficiente?

Este é o grande desafio, além de ser necessário que o fator econômico seja saudável e sustentável, todas as decisões tomadas devem ser cuidadosas.

A gestão pedagógica não vive sem a administrativa. Assim, é importante que essas áreas dialoguem e se enxerguem dentro desse cotidiano da escola. Além disso, que sejam respeitadas e compreendidas nas suas necessidades. O pedagógico é o coração da escola, então ele precisa ter esse financeiro e esse administrativo bem cautelosos.

Uma gestão escolar de excelência é aquela que promove relações entre esses setores, que traz consciência dos processos de cada setor e que ajuda a desenhá-los de maneira mais clara. Por isso, essa é a gestão que realmente ajuda cada um a realizar o seu trabalho.

Isso só é possível quando a gente estabelece boas relações de diálogo e faz com que as pessoas compreendam a função e a necessidade de cada uma delas dentro dessa organização como um todo.

Leia também: Como coordenação pedagógica pode ajudar na gestão escolar

O que considerar para oferecer uma educação de qualidade?

Para o sucesso na gestão escolar, o primeiro ponto é que não dá mais pra gente pensar em uma escola desconectada do mundo que a gente vive. Nas últimas décadas, chegamos ao consenso de que é necessário olhar para o desenvolvimento integral de cada indivíduo que está dentro da instituição escolar.

Isso, para mim, é o grande diferencial de uma escola de qualidade. Uma instituição potente nos dias de hoje é aquela que vai realmente possibilitar esse desenvolvimento, passando pelas questões sociais, emocionais e das relações de cada um, sem abrir mão das questões pedagógicas, cognitivas e do desenvolvimento intelectual.

Eu não acredito mais em uma escola que fragmente esse conhecimento, onde as crianças e os adolescentes estudem coisas que não façam o menor sentido pra eles. Ou mesmo que eles não tenham boas perguntas reais para investigar, que não compreendam como o que estão estudando se relaciona com o mundo.

Leia também: Conheça quais são os tipos de gestão escolar

O que não pode faltar para uma gestão eficiente e acolhedora?

A escuta. E eu falo de uma escuta no sentido amplo, de diferentes maneiras. Falo sobre a escuta desse cotidiano da escola, das equipes administrativa, pedagógica e financeira, mas, também, uma escuta com o mundo. Uma das estratégias eficazes para a gestão escolar é a escuta genuína, que realmente ouve o outro.

Costumo dizer que o bom gestor, a boa liderança, está escutando aquilo que não é dito. Ele possui uma escuta não fragmentada, que não é só para alguns e sim uma escuta de todos. E aí está a importância de uma gestão escolar que ajude a fazer todas essas costuras dentro da instituição de ensino.

Ouça no Plantando Histórias: Maya Eigenmann: Educação Positiva

Qual é a melhor formação para os gestores escolares?

Eu compreendo que, para falar de gestão escolar de excelência, é preciso pensar no desenvolvimento da formação de gestores e em boas metodologias para organização e desenvolvimento. Eles precisam lidar com as pessoas, articular equipes e resolver problemas compartilhados, entre outras tarefas.

No entanto, para além das questões técnicas que envolvem a função, precisamos olhar para a formação mais ampla desse gestor. Assim, ele pode ser um ator de maior qualidade dentro da instituição. Então, acho que a gente precisa buscar parcerias.

Atualmente, há uma porção de lugares que têm pensado sobre essa formação numa outra perspectiva, mais ampla, com o intuito de olhar para a organização e para as pessoas de uma outra maneira.

Se a gente tem falado que é necessário criar uma escola diferente para esses estudantes, é necessário também criar um novo percurso de formação para as pessoas que estão na liderança. Para uma gestão escolar mais eficaz, todo mundo precisa se deslocar um pouco nesses processos formativos.

Baixe gratuitamente: Planejamento Escolar 2023: Confira Planilha Gratuita

Esperamos que a nossa conversa com a Pedagoga Elaine Ruiz te ajude a construir um caminho mais sólido para uma superar qualquer desafio da gestão escolar e oferecer as melhores oportunidades para alunos, funcionários e professores.

Para ficar por dentro das novidades do mundo da educação e mobilizar um ambiente acolhedor, harmonioso e de muita escuta, aproveite para assinar a nossa newsletter!

No items found.

Baixe o Guia Definitivo da Gestão Escolar!

Tenha acesso a dicas, materiais e conteúdos práticos para tornar o dia a dia da gestão escolar mais simplificado. É gratuito!

Preencha o formulário ao lado e receba o material no seu e-mail.

Formulário enviado com sucesso!
Erro! Por favor, tente novamente.

Você pode gostar também

Gestão Escolar

Quais são as etapas do planejamento escolar?

Se você está em busca de melhorias para o próximo ano letivo, destacamos as 5 etapas do planejamento escolar para torná-lo ainda mais organizado e previsível.

Continuar
Gestão Escolar

Taxa de Matrícula: como fazer de forma correta

Dicas para a cobrança correta da taxa de matrícula e rematrícula em escolas privadas. Saiba como orientar e oferecer serviços de qualidade.

Continuar