Checklist da escola segura: como a gestão promove saúde mental
Baixe agora!
Blog da Árvore
Educação
Quais são as competências socioemocionais na BNCC?

Quais são as competências socioemocionais na BNCC?

19 set 2022
3 min
Post modificado em:
6/4/2023

O desenvolvimento de habilidades e competências socioemocionais está em alta no contexto educacional. As diretrizes trazidas pela BNCC, a proposta da Educação para o Século 21 (UNESCO) e a abordagem da educação integral reforçaram a necessidade de que gestores e instituições de ensino invistam tempo e planejamento nessa frente.

Mas quais são as competências socioemocionais? Há uma lista exata que deve ser cumprida ao desenvolvê-las no contexto escolar ou, ainda, para o futuro profissional? É possível determinar as mais importantes para os estudantes?

Hoje vamos esclarecer essas e outras questões sobre as competências socioemocionais na BNCC para te apoiar na definição de como esse trabalho será realizado na sua escola.

O que diz a BNCC sobre educação socioemocional?

A BNCC, ou Base Nacional Comum Curricular, é um documento que regulamenta a Educação Básica no Brasil. Ela também determina as diretrizes que as escolas do país devem seguir para construir um currículo unificado para a Educação Infantil, o Ensino Fundamental e o Ensino Médio.

As competências emocionais estão entre aquelas que devem ser desenvolvidas ao longo da educação básica. Essas habilidades passaram a ser valorizadas somente após a implementação das diretrizes do documento e visam desenvolver a formação integral dos alunos, preparando-os para lidar com desafios pessoais e profissionais no futuro.

Na Base Nacional Comum Curricular, as competências socioemocionais fazem parte de todas as 10 competências gerais, que podem ser definidas por:

  1. Conhecimento;
  2. Pensamento científico, crítico e criativo;
  3. Repertório cultural;
  4. Comunicação;
  5. Cultura digital;
  6. Trabalho e projeto de vida;
  7. Argumentação;
  8. Autoconhecimento e autocuidado;
  9. Empatia e cooperação;
  10. Responsabilidade e cidadania.

As competências gerais mesclam conceitos e procedimentos da mobilização de conhecimentos e habilidades práticas, cognitivas e socioemocionais. Além disso, inclui atitudes e valores para resolver problemas complexos da vida cotidiana.

Leia também: Saúde mental x Socioemocional na escola: saiba a diferença e como leitura pode ajudar

Quais são as 5 competências socioemocionais que a escola deve trabalhar segundo a BNCC?

Segundo CASEL (Collaborative for Academic, Social, and Emotional Learning), as habilidades socioemocionais envolvidas nas competências gerais podem ser agrupadas em cinco frentes:

  1. Autoconsciência: está relacionada ao conhecimento individual e à noção das aptidões e limitações de cada ser humano;
  2. Autogestão: trata-se do gerenciamento das próprias emoções diante de diversas situações, pessoais e profissionais, para uma execução de tarefas eficiente;
  3. Consciência social: trata-se do exercício da empatia, do reconhecimento e da valorização da diversidade para uma vida saudável em sociedade;
  4. Habilidades de relacionamento: estão ligadas a uma comunicação respeitosa, ao exercício da escuta, do acolhimento e da cooperação;
  5. Tomada de decisão responsável: envolve o conhecimento das normas, cuidados com a segurança e padrões éticos da sociedade, além dos interesses pessoais e sociais relacionados.

Leia também: Planejamento Escolar: como deixar sua escola alinhada à BNCC

Quais são as competências socioemocionais que a escola deve trabalhar?

A grande maioria das competências socioemocionais conhecidas se desdobram e se interconectam dentro desses cinco eixos de agrupamento. Todos visam ao desenvolvimento integral do estudante.

Nesse sentido, a escola e o seu planejamento pedagógico, norteados pela BNCC, vão definir quais são os aspectos socioemocionais a serem trabalhadas com os alunos.

Esse processo demanda um mapeamento de cada competência socioemocional, partindo da percepção dos educadores sobre o comportamento das turmas no convívio do dia a dia do ambiente escolar e sobre o desenvolvimento pleno de seus alunos.

Atividades que envolvam os estudantes para essa decisão também são fundamentais, já que fomentar a escuta e o protagonismo das crianças e jovens é um passo indispensável ao caminho da educação socioemocional.

Confira a lista das Competências Socioemocionais na BNCC

Para te ajudar a direcionar o olhar na hora do mapeamento, elaboramos uma lista das 15 competências socioemocionais na BNCC mais conhecidas, separadas conforme os cinco diferentes eixos de agrupamento. Confira:

Autoconsciência

  1. Autoconhecimento: diz respeito ao conhecimento de si e é alcançado através da investigação e da consciência dos próprios interesses, características, emoções, aptidões e fragilidades;
  2. Autoestima: capacidade do indivíduo de valorizar seus atributos e particularidades;
  3. Autoconfiança: confiança do indivíduo em si mesmo, em suas aptidões, habilidades e capacidade de tomada de decisão.

Autogestão

  1. Autoavaliação: capacidade do indivíduo de fazer uma avaliação sobre si próprio e entender quais habilidades e competências precisam ser fortalecidas, visando ao desenvolvimento integral;
  2. Gerenciamento de tempo: capacidade de planejar e executar suas tarefas de forma saudável e consciente;
  3. Gerenciamento de crise: capacidade de manejar as emoções para situações desafiadoras, que demandam controle e autoconsciência.

Leia também: Competências socioemocionais: como incentivar autonomia?

Consciência Social

  1. Empatia: capacidade de se colocar no lugar do outro, entender suas bagagens, experiências e fragilidades diante de uma situação e, por isso, é um exercício para desenvolver um olhar acolhedor e sem julgamentos;
  2. Valorização cultural: capacidade de valorizar os conhecimentos historicamente construídos sobre o mundo físico, social, cultural e digital, visando garantir uma sociedade justa, democrática e inclusiva;
  3. Cooperação: capacidade de mobilização de habilidades e competências para trabalhar em comunidade por meio do diálogo, da resolução de conflitos e da proatividade.

Habilidades de relacionamento

  1. Respeito: capacidade de estar atento e considerar o outro, já que é isso que nos impede de prejudicar e fazer mal às outras pessoas;
  2. Comunicação respeitosa: capacidade de mobilizar empatia e respeito na hora de se comunicar, melhorando a habilidade de informar e expressar opiniões, sentimentos e pensamentos de forma objetiva, gentil e responsável;
  3. Pensamento crítico: capacidade de exercitar a curiosidade intelectual e recorrer à abordagem científica para investigar causas, elaborar e testar hipóteses, bem como formular e resolver problemas criando soluções com base nos conhecimentos das diferentes áreas.

Tomada de decisão responsável

  1. Responsabilidade: capacidade do indivíduo de arcar com as consequências dos próprios atos ao tomar decisões;
  2. Ética: é a capacidade de respeitar os padrões e valores de uma sociedade, agindo de acordo com o que é correto;
  3. Criatividade: capacidade de invenção, reinvenção e inovação nas mais diversas áreas.

Leia também: Competências socioemocionais na escola: entenda o papel da instituição

Gestor, quais desses aspectos socioemocionais já estão sendo trabalhadas na sua escola? É importante ressaltar que aquelas que apresentamos nesse texto se misturam e se interconectam. Por isso, é possível desenvolver duas ou mais ao mesmo tempo.

Trabalhar o respeito passa pela empatia e pela valorização cultural. Uma comunicação respeitosa envolve responsabilidade. O pensamento crítico se conecta à ética e à criatividade. Esses são alguns exemplos, mas na prática é possível perceber que isso é muito comum.

Quer ter acesso a mais dicas sobre quais as competências socioemocionais estão envolvidas no universo escolar e como desenvolvê-las? Então aproveite para saber como promover as competências socioemocionais em sala de aula.

Baixe o Guia Definitivo da Gestão Escolar!

Tenha acesso a dicas, materiais e conteúdos práticos para tornar o dia a dia da gestão escolar mais simplificado. É gratuito!

Preencha o formulário ao lado e receba o material no seu e-mail.

Formulário enviado com sucesso!
Erro! Por favor, tente novamente.

Você pode gostar também

Educação

Educação e tecnologia: 5 novidades para atividades extraclasse

Educação e tecnologia: confira neste post 5 novidades para atividades extraclasse que não podem faltar na sua escola!

Continuar
Educação

Educação, convivência e ética: confira palestra de Cortella na Bett Educar

Confira resumo da palestra de Mário Sérgio Cortella na Bett Educar, com uma reflexão sobre disciplina, ética e conviência em sala de aula.

Continuar