Quer usar o ChatGPT na sua escola em 2024? Baixe nosso guia exclusivo!
Baixe agora!
Blog da Árvore
Educação
8 autores que falam sobre família e escola

8 autores que falam sobre família e escola

28 ago 2023
Post modificado em:
28/8/2023

Gestor, a sua escola tem integrado as famílias às rotinas dos estudantes? No post de hoje, vamos mostrar 8 autores que podem te ajudar nessa missão.

Escola + família = parceria de sucesso!

Na esfera familiar a criança tem o primeiro contato com linguagens de afeto e do seu idioma materno. Seu desenvolvimento cognitivo começa, então, bem antes do início da vida escolar.

Já na escola, o repertório sociocultural da criança se expande. Ela passa a conviver com pessoas diversas e tem a oportunidade de aprender coletivamente em atividades pedagógicas bem planejadas.

Nessa rotina de ensino-aprendizagem, a família cumpre um papel central de apoio, incentivo e acompanhamento.

Aos gestores, por sua vez, cabe o incentivo à integração entre as famílias e a escola. Para que esse objetivo seja alcançado, a Literatura pode ser uma grande aliada na formação continuada de educadores e conscientização de pais e responsáveis.

Confira, a seguir, 8 autores especialistas no assunto, que apontam caminhos para melhorar a interação escola-família.

1- Para acolher famílias: Roberta e Taís Bento

Roberta e Taís Bento no lançamento de seu livro

Roberta e Taís Bento são mãe e filha educadoras com uma vasta experiência em mediação de conflitos e orientação de famílias com foco em aprendizagem. Roberta é graduada em Letras e Taís em Pedagogia

Essas formações complementares deram origem a potentes publicações. Uma delas é o livro Socorro, meu filho não estuda!, que procura acolher e auxiliar pais e mães preocupados com a relação das crianças com os estudos.

Na última página do livro, as autoras destacam a chave dessa relação. Segundo elas, todas as dicas apresentadas foram testadas e comprovadas, mas dependem da crença dos pais na capacidade que seus filhos têm de aprender. Forte, não?

Você também pode conferir a participação das duas no podcast da Árvore, o Plantando Histórias, que rendeu um papo super bacana sobre o papel da família na formação leitora: https://www.arvore.com.br/podcast/a-importancia-da-familia-na-formacao-leitora 

2- Para reconhecer as funções da família e da escola: Rosely Sayão

Rosely Sayão (Fonte: Paulo Vitale para a VEJA) 

Rosely Sayão é psicóloga e consultora educacional com ênfase em convívio familiar e escolar saudáveis. Colunista de jornais como Band News FM, Estadão e Folha de São Paulo, ela compartilha conhecimentos preciosos sobre como dialogar com crianças e adolescentes.

Seu livro Educação sem Blá-blá-blá (2016) apresenta uma coletânea de textos que abordam de forma leve iniciativas que pais e professores podem colocar em prática para formar crianças responsáveis e felizes.

Já no livro Família: modos de usar (2006), Sayão se une a Julio Groppa Aquino para discutir o papel das famílias na educação de jovens para a cidadania contemporânea. 

Nesta última publicação, em uma conversa estruturada em formato de entrevista, Sayão (2006) reforça que pais ou responsáveis não devem terceirizar a criação de jovens a instituições de ensino que prometem soluções fáceis para questões complexas. 

A parceria entre escola e família é, pois, uma via de mão dupla.

3- Para integrar famílias e escolas: Maria Luiza Canedo

Maria Luiza Canedo (Fonte: site da PUC-Rio)

Outra psicóloga dedicada à Educação é Maria Luiza Canedo. Professora e pesquisadora da PUC-Rio, um de seus temas de interesse é justamente a relação família-escola.

A autora também integrou a equipe de campo do estudo Interação escola-família: subsídios para práticas escolares (2009), publicado pelo MEC e pela UNESCO.

Em seu livro Família e escola: interações densas e tensas (2018), Canedo apresenta os resultados de uma pesquisa que envolveu pais, professores e alunos de redes públicas e privadas de ensino.

O capítulo 5 do livro se destaca pela análise de ações de gestores para inserir a família na escola. Canedo (2018) cita reuniões de pais e responsáveis, associações de pais, e conselhos escolares como espaços ora de interlocução, ora de disputas.

Vale a leitura, que você encontra facilmente no acervo da Árvore junto com vários outros textos que podem contribuir para informar a sua equipe.

4- Para mediar a aprendizagem em casa e na escola: Marcos Meier

Marcos Meier (Fonte: reprodução em seu site)

Marcos Meier é psicólogo, palestrante e professor de Matemática com atuação bastante sólida na formação de pais, gestores e professores

Em parceria com Gislaine Budel, foi co-autor do livro Mediação da aprendizagem na Educação Especial (2013), finalista do prêmio Jabuti. A publicação procura apresentar caminhos para lidar com dificuldades de aprendizagem de estudantes com ou sem deficiência.

Já em diálogo direto com as famílias dos alunos, Meier publicou Desligue isso e vá estudar!- Orientações práticas para os pais (2015)

Leia mais: 8 benefícios da escola e família juntos na aprendizagem

5- Para ressignificar a relação família-escola: Ieda Abbud

Ieda Abbud (Fonte: entrevista para o colégio Oswald de Andrade)

  • Quais os impactos da pandemia e do isolamento social no desenvolvimento de crianças? 
  • Como engajar famílias em atividades escolares?
  • Como apoiar a estruturação de uma rotina familiar saudável?

Esses foram alguns dos questionamentos que a psicóloga e coordenadora pedagógica Ieda Abbud procurou discutir em Escola, família e crianças- continuidade e regularidade (2020), disponível no acervo da Árvore.

O livro faz parte da coleção A Educação Infantil e a pandemia e dá voz a pais que procuraram encorajar seus filhos a participarem de atividades propostas por uma equipe pedagógica no auge da Covid-19.

Algumas ferramentas descritas pela autora podem inspirar planejamentos pedagógicos atuais e futuros.

6- Para repensar a relação família-escola na era da tecnologia: Mário Sergio Cortella

Mário Sergio Cortella (Fonte: Chico Max para a BBC Brasil)

Mario Sergio Cortella é professor, filósofo e ex-secretário de Educação da cidade de São Paulo. Além disso, é convidado recorrente em programas de TV e debates sobre a Educação no Brasil.

No livro Educação, escola e docência: novos tempos, novas atitudes, Cortella (2014) aborda os desafios da Educação formal e informal diante da emergência de inovações tecnológicas e conflitos geracionais.

Ao longo dos capítulos, o autor aponta como a equipe pedagógica e as famílias são fundamentais para a construção democrática de um bom projeto político pedagógico

Segundo Cortella (2014), limites, conhecimento e afeto caminham juntos em uma formação integral.

7- Para compreender a Educação da família e da escola como um direito da criança: Maria Auxiliadora Dessen

Maria Auxiliadora Dessen (Fonte: Aurielly Painkow para o site da ULBRA)

Psicóloga e professora aposentada da UnB, Maria Auxiliadora Dessen contribuiu para diversos projetos de pesquisa sobre a relação entre família e escola.

Um de seus artigos, escrito em co-autoria com Ana da Costa Polonia (2007), descreve as funções sociais de responsáveis e outros agentes escolares. Segundo as pesquisadoras, cada qual acrescenta repertórios necessários à socialização, letramento, leitura e escrita de crianças e adolescentes.

8- Para lidar melhor com queixas escolares: Fernanda Golghetto

Fernanda Golghetto (Fonte: reprodução no LinkedIN)

Fernanda Golghetto é psicóloga clínica e costuma atender famílias e casais

Em seu livro A relação família-escola: um olhar sistêmico sobre a queixa escolar, a autora relata os resultados de um estudo que desenvolveu com crianças do Ensino Fundamental, suas professoras e respectivos responsáveis.

Algumas queixas relatadas pelos participantes a Golghetto incluíram dificuldades das crianças com leitura e escrita, agressividade no trato com os colegas de escola e deficiências intelectuais

Além disso, ela identificou certo desamparo em falas das famílias entrevistadas. Essa análise nos leva a refletir sobre estratégias e caminhos mais eficientes para nos comunicarmos com todos os agentes da comunidade escolar.

A publicação é, enfim, um convite a docentes e gestores escolares, para que se tornem mediadores de esperança, mesmo em meio a desigualdades.

Gestor, esperamos que esse texto tenha contribuído para a sua formação. Para se aprofundar ainda mais no tema família-escola, você pode baixar gratuitamente o nosso e-book Escola também é casa: https://www.arvore.com.br/materiais/ebook-escola-tambem-e-casa 

Baixe o Guia Definitivo da Gestão Escolar!

Tenha acesso a dicas, materiais e conteúdos práticos para tornar o dia a dia da gestão escolar mais simplificado. É gratuito!

Preencha o formulário ao lado e receba o material no seu e-mail.

Formulário enviado com sucesso!
Erro! Por favor, tente novamente.

Você pode gostar também

Educação

O que torna uma escola mais segura?

Convidamos Carolina Campos, fundadora do Vozes da Educação, para uma conversa sobre as ações e estratégias para tornar as escolas ambientes mais seguros.

Continuar
Educação

Como lidar com alunos indisciplinados e engajá-los nas atividades escolares?

Neste post, trazemos algumas dicas de como lidar com alunos indisciplinados e fazer com que eles se engajem na própria aprendizagem.

Continuar