Checklist da escola segura: como a gestão promove saúde mental
Baixe agora!
Blog da Árvore
Gestão Escolar
Qual a importância da integração entre família e escola?

Qual a importância da integração entre família e escola?

12 jun 2023
4 min
Post modificado em:
12/6/2023

Você sabe qual a importância da integração entre família e escola? Nesse post, vamos refletir sobre essa parceria tão essencial para a aprendizagem. Confira!

Qual a importância da integração entre família e escola?

A família desempenha um papel importante no desenvolvimento cognitivo e emocional de qualquer criança ou jovem. O ambiente familiar é onde a criança tem o primeiro contato com a linguagem, com as normas e valores sociais. Em nossa família, encontramos um lugar de apoio, afeto e segurança emocional.

Na escola, também lugar de afeto, se apresenta um espaço pedagógico estruturado, que proporciona experiências de aprendizado diversas.

No chão da escola o nosso horizonte se expande. É nele que surgem diferentes oportunidades de interação social, de colaboração e de contato com a pluralidade. É na escola que a nossa curiosidade sobre o mundo cresce!

Por isso, não há dúvidas: família e escola se complementam nos processos de desenvolvimento e aprendizagem das crianças e adolescentes. Essa é uma parceria fundamental para a socialização e educação integral de qualquer indivíduo.

Como deve acontecer a integração entre família e escola?

Gestor, como anda a participação das famílias nas reuniões, eventos culturais e atividades extracurriculares? Os responsáveis fazem parte dos processos de tomada de decisão? Como está a comunicação com as famílias?

Criar estratégias para garantir a presença da família na escola é essencial! Confira as nossas dicas:

5 dicas para melhorar a integração entre família e escola:

1 - Escuta e comunicação aberta em primeiro lugar!

Uma comunicação aberta é um fator indispensável para incentivar a escuta e uma boa integração entre a família e a escola. Para garantir uma comunicação de qualidade, gestores devem:

  • Implementar canais de comunicação eficazes e variados. Como e-mails, aplicativos de mensagens, agendas eletrônicas, sites na internet, redes sociais, newsletters, jornais, murais na escola etc;
  • Treinar a equipe de professores e demais funcionários em estratégias de comunicação não-violenta e respeitosa;
  • Planejar trilhas de comunicação de forma eficaz. Informar as famílias sobre os acontecimentos e atividades do cotidiano. Incluir os grandes eventos do ano.
  • Oferecer momentos e canais para que as famílias comuniquem suas sugestões e feedbacks;

Gestor, a comunicação é uma troca! E não podemos esquecer: a escola é um lugar de debate. Às vezes, até mesmo de disputa. Cabe à gestão mediar conflitos com cuidado, para que eles não prejudiquem a relação família-escola.

Conflitos podem (e devem!) funcionar como pontos de partida para uma relação respeitosa de diálogo em prol da melhoria da comunidade escolar. Afinal, como viabilizar mudanças sem conversas e debates?

2 - Envolva as famílias no cotidiano da aprendizagem

Você sabe qual a importância da integração entre família e escola quando o assunto é o cotidiano da aprendizagem?

Uma responsabilidade importante das famílias é criar um ambiente favorável à aprendizagem. Estes devem oferecer acompanhamento e apoio ao estudante em casa.

Nesse contexto, a gestão pedagógica e os professores têm um papel fundamental: orientar as famílias nesse acompanhamento. Para isso, gestores e professores podem:

  • Compartilhar materiais e guias com dicas específicas de mediação, considerando os diferentes currículos, segmentos escolares e faixas-etárias;
  • Oferecer plantões pedagógicos regularmente, para tirar dúvidas e orientar pessoalmente as famílias;
  • Organizar palestras e oficinas com dicas e debates sobre organização do tempo de estudo, promoção da leitura, mediação de materiais didáticos e ferramentas de tecnologia educacional, entre outros;
  • Facilitar a troca de experiências entre as famílias, criando espaços de diálogo e redes de apoio entre os responsáveis;

3 - A família no chão da escola

Como está o envolvimento das famílias em reuniões periódicas, atividades e eventos culturais? Para garantir uma boa circulação das famílias nos espaços da escola, é essencial estabelecer uma cultura escolar acolhedora.

A presença da família na escola promove um senso de comunidade e pertencimento, e isso tem um impacto muito positivo na aprendizagem! Gestor, para incentivar a presença família na escola, é importante:

  • Organizar eventos para as famílias, como plantões pedagógicos, feiras de ciências ou arte, palestras, mostras culturais, festas e outros;
  • Garantir que as reuniões de responsáveis sejam dinâmicas e interessantes, com discussões abertas e significativas;
  • Estabelecer parcerias com as famílias, envolvendo-as em comitês ou conselhos, para que contribuam no planejamento e decisões da escola;

Uma dica: a gestão pode criar um calendário escolar com as datas dos eventos mais importantes. Em seguida, pode compartilhar com as famílias logo no início do ano letivo. Desse modo, ficará mais fácil reservar as datas na agenda e a participação será mais assídua!

4 - O projeto pedagógico como construção coletiva

O projeto pedagógico da escola deve estar em constante atualização, acompanhando as necessidades da comunidade local.

Pesquisas comprovam que a integração entre família e escola é mais efetiva quando o projeto pedagógico da escola permite a participação dos responsáveis.

De acordo com Polonia e Dessen (2005), é o projeto pedagógico "que permite uma flexibilização das ações conjuntas, de forma complementar, e o desenvolvimento de repertórios singulares".

É o projeto político pedagógico que estabelece a identidade do trabalho educativo na escola! Para incluir as famílias, é importante:

  • Realizar pesquisas e diagnósticos entre as famílias para mapear as expectativas e demandas dos responsáveis;
  • Promover encontros com as famílias, sejam eles reuniões periódicas ou assembleias, para debater o projeto da escola;
  • Criar oportunidades para que os responsáveis possam colaborar como voluntários em eventos e projetos pedagógicos;

5 - A leitura aproxima!

Incentivar práticas de leitura ajuda a criar um ambiente de afeto, diálogo, interação e compartilhamento. Que tal promover a leitura dentro da escola e entre as famílias?

Aqui vão algumas dicas:

  • Feiras do livro, saraus literários, contações de histórias e palestras com autores são eventos com grande potencial para encantar estudantes e seus familiares;
  • Um clube de leitura com os responsáveis pode engajar e proporcionar momentos de trocas entre famílias;
  • Os estudantes levam livros para casa? A leitura compartilhada é um excelente caminho para formar leitores e compartilhar experiências literárias!


Gestor, esperamos que esse texto tenha apoiado as suas reflexões sobre a importância da integração entre família e escola. Não deixe de acessar a nossa página Conexão Família. Por lá, disponibilizamos conteúdos sobre como a leitura e a tecnologia podem conectar família, escola e estudante. Até a próxima!

Baixe o Guia Definitivo da Gestão Escolar!

Tenha acesso a dicas, materiais e conteúdos práticos para tornar o dia a dia da gestão escolar mais simplificado. É gratuito!

Preencha o formulário ao lado e receba o material no seu e-mail.

Formulário enviado com sucesso!
Erro! Por favor, tente novamente.

Você pode gostar também

Gestão Escolar

8 dicas para preparar sua equipe pedagógica

Neste post, reunimos dicas dos nossos especialistas sobre como preparar a equipe pedagógica do seu colégio. Confira!

Continuar
Gestão Escolar

7 ideias para criar uma sala de aula interativa

Uma sala de aula interativa permite desenvolver a consciência crítica dos alunos e requer comprometimento do gestor escolar e da equipe pedagógica. Saiba mais.

Continuar