Blog da Árvore
Leitura
Diagnóstico de leitura: acompanhe a leitura dos alunos

Diagnóstico de leitura: acompanhe a leitura dos alunos

25 fev 2022
3 min
Post modificado em:
06/06/2022

Educador(a), como anda a fluência leitora dos seus alunos? Tem dúvidas de como elaborar uma avaliação objetiva e realmente eficiente? Então esse texto é para você! Hoje vamos destacar os elementos fundamentais para um diagnóstico de leitura preciso. Vamos lá!

A avaliação diagnóstica da habilidade leitora, no retorno às aulas, é fundamental para dar continuidade ao processo de aprendizagem e compor estratégias que possam aprimorar a fluência leitora de seus estudantes.

Esse passo é fundamental para o sucesso dos demais componentes curriculares, uma vez que a leitura é basilar e tem impacto direto em todos eles. Principalmente, quando pensamos no enfrentamento das defasagens, após o período de pandemia, por exemplo.

O que é avaliação de diagnóstico de leitura?

Mas, afinal, você sabe o que é uma avaliação diagnóstica? Não? Então vamos lá! A avaliação diagnóstica é um processo que comumente acontece no início do ano letivo. Ela é capaz de dar respostas aos educadores sobre o desempenho dos estudantes. Além disso, tem a finalidade de orientar os educadores sobre as melhores formas de atuar sobre as lacunas e dificuldades dos estudantes.

Assim, estratégias mais objetivas e personalizadas poderão ser elaboradas e executadas durante o ano letivo. Com isso, ganha-se mais substância no planejamento das aulas. Já a avaliação diagnóstica de leitura é uma modalidade dentro do universo de avaliações.

E quando pensamos em avaliação, rapidamente nos vem à mente uma folha com perguntas objetivas ou dissertativas, não é mesmo? Mas a ideia aqui é mostrar que existem outras possibilidades para uma avaliação diagnóstica de leitura. Elas podem ser mediadas por  perguntas feitas de forma oral e avaliadas por meio de atividades diversas que utilizem a criatividade e expressões artísticas.

Para o diagnóstico de leitura, é importante lembrar que quando falamos de fluência leitora de um estudante, nos referimos a um indivíduo capaz de não apenas decodificar símbolos. Mas também de interpretar e relacionar sentidos que vão desde inferências a conexões com outros conhecimentos e experiências, que estão para além do texto escrito.

Leia também: Defasagem escolar e os impactos da pandemia. Confira entrevista com especialista!

Principais desafios na hora de elaborar o diagnóstico de leitura

No momento da elaboração das questões que vão nortear sua avaliação é muito importante que elas mobilizem habilidades que estimulem nos leitores não apenas as informações  que estão ditas no texto. Afinal, isso tende a restringir a leitura e interpretação ao ato de buscar palavras no texto.

Assim, é fundamental que as indagações no diagnóstico de leitura façam com que os estudantes reflitam e analisem. Para isso, elementos visuais que se relacionem com a finalidade do texto, como tirinhas por exemplo, podem ser acionados.

Além disso, abuse de ideias implícitas, como as que destacam a importância de determinadas palavras para o sentido geral da oração, as vozes dos discursos e o argumento principal do texto. Estes são alguns elementos importantes para um diagnóstico eficiente da proficiência de leitura dos seus estudantes.

Educador(a), atenção para estes destaques!

  • Não privilegie a memorização sem estar aliada a outras correlações. Sabemos que memorizar conteúdos não garante um aprendizado real. Afinal, aprender tem a ver com mobilização e correlação de diversos conhecimentos e ideias.
  • Atenção às perguntas muito semelhantes! Elas podem provocar confusão e induzir o erro do leitor.
  • Tenha cautela na seleção dos sinônimos para as questões e possíveis explorações fora de contexto. Isso pode provocar confusão nos estudantes no momento das suas análises.

Quais principais aspectos a considerar?

  • Textos que dialoguem com o universo de interesse dos estudantes podem dar um retorno mais significativo, o que além de ajudar no engajamento da leitura, tende a estimular reflexões e ideias que podem ser levantadas antes do início da leitura.
  • Considere elaborar avaliações concomitantes (individuais e coletivas) que deem condições de um olhar mais personalizado sobre as dificuldades de cada aluno. E elas podem ser feitas várias vezes durante o ano letivo. Aqui, as plataformas digitais de leitura podem dar suporte, uma vez que elas oferecem relatórios de desempenho  individualizados.
  • Lembre-se que cada estudante tem um momento e forma de aprendizado particulares. Por isso, é muito importante refletir sobre a profundidade de cada conteúdo cobrado.
  • Traga diversos gêneros textuais para compor sua avaliação. Não deixe de considerar imagens como fotos, pinturas, gráficos e diagramas, assim como letras musicais.
  • Para a elaboração do diagnóstico de leitura, considere as várias competências das Linguagens e suas Tecnologias destacadas pela BNCC. Algumas competências importantes são: empregar a linguagem comunicativa adequada para cada contexto, compreender a língua como um  fenômeno cultural, histórico e social, entre outros.
  • Ainda sobre a elaboração, considere as várias dimensões da leitura e interpretação textual. Entre elas: as capacidades de identificar temas, inferir os objetivos da leitura, estabelecer expectativas, relações implícitas e analisar a veracidade das informações, também destacadas pela BNCC.

Saiba como mediar o diagnóstico de leitura

O que acha de leitura compartilhada em sala com perguntas orais mais elaboradas durante e ao final de cada  texto? Esse é um exemplo de avaliação de leitura sem papel e caneta.

Mas você também pode por meio de um texto destacado ou o livro lido torná-los ponto de partida para que os estudantes façam releituras artísticas. Você, educador, pode promover  apresentações teatrais e musicais, até mesmo paródias que tenham a leitura como base.

E mais, a preparação de ilustrações, vídeos e brincadeiras também pode tornar esse processo ainda mais interessante. Afinal, a interpretação do texto feita pelos estudantes e  suas impressões sobre ele podem ser utilizadas para novas criações. E o resultado delas podem ser seu objeto de avaliação. Sim, educador(a), a avaliação de diagnóstico de leitura pode ser divertida e ainda mobilizar várias competências da BNCC!

Além disso, você também pode trazer diferentes imagens que dialoguem com o texto lido e incitar interpretações e comparações de cada uma, por meio dos elementos que o texto trouxer.

Esses momentos compartilhados podem estimular a troca de ideias, incentivar inferências e expandir as interpretações sobre o texto. Proporcionado um bom panorama do desempenho de leitura e interpretação dos alunos.



O que achou do nosso texto de hoje? Esperamos que as reflexões  trazidas te apoiem na promoção de avaliações e diagnósticos de leitura precisos, eficientes e muito mais divertidos. Com isso, seus alunos desenvolvem fluência e ficam ainda mais apaixonados por leitura! Até mais!

Time de especialistas pedagógicos da Árvore

Esse conteúdo foi produzido por:

Time de especialistas pedagógicos da Árvore

Trilha de Leituras

Material gratuito

Trilha de Leituras Árvore

Garanta o desenvolvimento da leitura na sua escola no ensino híbrido ou presencial.

10.000+ people recommend using Client-first

Você pode gostar também

Leitura

Árvore chega à rede pública de Manaus com inovação

Confira a chegada da Árvore nas escolas municipais da rede de Manaus.

Continuar
Leitura

Falta de leitura pode prejudicar em provas e vestibulares

A falta de leitura pode prejudicar o desempenho de provas e vestibulares além de sua comunicação verbal e escrita

Continuar
Leitura

Dica de Leitura: Confira 9 Formas de Incentivar o Hábito na Educação Infantil

Estimular o hábito de ler é um passo importante no desenvolvimento de crianças de qualquer idade. Confira nossa dica de leitura e saiba como incentivar essa prática na Educação Infantil.

Continuar