Checklist da escola segura: como a gestão promove saúde mental
Baixe agora!
Blog da Árvore
Árvore na Escola
Como o Colégio Magno aproximou as famílias com a Árvore

Como o Colégio Magno aproximou as famílias com a Árvore

31 jul 2023
Post modificado em:
31/7/2023

Como aproximar leitura, família e escola? Saiba mais sobre a nossa parceria com o Colégio Magno e como apoiamos a formação leitora dos alunos da instituição.

O encontro da Árvore com o Colégio Magno:

O Colégio Magno e a Árvore são parceiros de longa data! Com mais de 50 anos de história, a escola paulista sempre incentivou a formação leitora de seus estudantes, propondo incursões inspiradoras pelo mundo da literatura. 

A Árvore, é claro, chegou para potencializar essa jornada das turmas do Magno pelo universo das histórias. Nesse ano de 2023, a Árvore esteve presente na Festa de Literatura e Inovação do Colégio Magno (FLIM), que trouxe à tona um tema importantíssimo: a diversidade

A nossa equipe pedagógica preparou uma oficina super especial para o evento, que envolveu uma atividade gamificada e a produção de fantoches de palito. Foi um momento de celebração da diversidade de corpos e autoestima através da leitura literária.

O livro "Nosso corpo é demais!", da autora Tyler Feder, foi escolhido como ponto de partida para esse encontro de muita reflexão e descoberta:

"[Nós] batemos um papo sobre como somos únicos e sobre como o nosso corpo nos leva a lugares incríveis, como jogar bola com os amigos, ir pro recreio, brincar no parquinho, dormir e nadar na piscina", conta a nossa analista pedagógica, Mariane Delgado. 

A conversa aconteceu com estudantes de Educação Infantil e Anos Iniciais, acompanhados de suas famílias. “Foram duas sessões com a sala cheia. Andando pela escola depois, vi vários alunos e famílias caminhando com seus fantoches em mãos. Foi lindo demais! As crianças adoraram e as famílias ficaram encantadas”, complementa Mariane.

A importância da relação família e escola:

A parceria entre o Colégio Magno e a Árvore dá ótimos frutos pois compartilhamos, entre muitos, um valor fundamental: é preciso inovar nas estratégias para estreitar os laços entre todos os membros da comunidade escolar.

Afinal, entendemos que a integração entre a família e escola é crucial na aprendizagem e no desenvolvimento de toda criança e jovem!

Enquanto a família constitui o primeiro contato com a linguagem, normas e valores sociais, a escola oferece um ambiente colaborativo e com experiências pedagógicas plurais.

Acreditamos que a leitura literária atua como uma ponte entre esses dois espaços: a casa e a escola. Quando família e escola se unem em torno da leitura, fortalecem vínculos afetivos, fomentam a curiosidade, a autonomia e a criatividade do aluno na construção do conhecimento.

Quer saber mais? Confira a seguir a nossa entrevista com Cláudia Tricate, Diretora Pedagógica do Colégio Magno/Mágico de Oz, sobre como a Árvore e a leitura ajudam a aproximar as famílias do cotidiano da escola:

Pode contar um pouco sobre a Festa de Literatura e Inovação do Colégio Magno (FLIM)? 

Cláudia Tricate: A Festa de Literatura e Inovação do Colégio Magno nasceu para marcar a importância da leitura e da produção literária – com o toque da nossa escola, ou seja, sempre buscando um olhar diferenciado, procurando caminhos inovadores para conversar com a nossa comunidade. 

Estamos agora na quinta edição e é um evento já consolidado. Não paramos nem na pandemia. Reunimos grandes nomes da literatura e da cultura, escritores, ilustradores, músicos, que realizam oficinas e palestras. 

Mas, sobretudo, queremos que os alunos sejam os protagonistas, apresentando seus projetos nessa área, da Educação Infantil ao Ensino Médio. São dezenas de projetos, milhares de produções, utilizando diferentes mídias e sempre conversando com as leituras realizadas e o projeto pedagógico.

Como as edições da FLIM são idealizadas? 

Cláudia Tricate: Todas as edições da FLIM são temáticas, ou seja, buscamos um tema central que dê verticalidade aos projetos. Assim, no ano passado, o centro foi o centenário da Semana de Arte Moderna de São Paulo. 

Neste ano, buscamos enfatizar o tema da diversidade, ou seja, trabalhamos a produção literária como espaço de expressão, que deve dar voz a todos. Por isso, tivemos produções dos alunos no campo dos direitos das mulheres, da literatura antirracista, das pessoas com deficiência, dos povos indígenas, por exemplo.

Foi uma festa como queríamos que fosse: uma celebração interativa da leitura e da produção literária. Tivemos grandes autores, como Kátia Canton e Rosana Rios, ilustradores como Orlando e Ivo Minkovicius, enfim, criadores com os quais crianças, adolescentes, pais e educadores puderam conversar, interagir e aprender. 

As famílias compareceram em peso, estiveram em todos os espaços da escola e puderam conhecer o trabalho realizado por seus filhos e os seus percursos de aprendizagem.

Como a Árvore ajudou neste evento e na relação com as famílias?

Cláudia Tricate: Um aspecto importante da FLIM é a relação com os parceiros da escola – como é o caso da Árvore. Em todas as edições, a Árvore tem participado de forma muito propositiva, trazendo oficinas criativas, autorais, mão na massa. 

As propostas sempre estão de acordo com o projeto pedagógico do Magno/Mágico de Oz e rapidamente têm as inscrições esgotadas. Vale a pena ressaltar a flexibilidade e a disposição das equipes da Árvore, que buscam atender a todas as características de nosso evento, em um tempo muito ágil e sempre com qualidade.

Você acha que a leitura pode ajudar a aproximar as famílias da escola?

Cláudia Tricate: Certamente. Entre tantas outras funções essenciais para a formação humana, a leitura também é uma ponte geracional. Permite que pais e filhos encontrem interesses comuns, compartilhem de uma experiência simbólica insubstituível, como a proporcionada pela leitura literária. 

É uma viagem que pais e filhos realizam juntos, trocando percepções, rindo, se emocionando, ampliando as possibilidades de estar e participar do mundo – e em família.

Como você acha que a plataforma da Árvore aproxima as famílias da aprendizagem dos alunos?

Cláudia Tricate: A Árvore traz uma oportunidade importante de ampliar as possibilidades de leitura, em suportes que hoje estão disponíveis para todos os nossos alunos e seus pais.

Assim, continuamos a valorizar o livro físico, mas temos, na parceria com a Árvore, a possibilidade de alargar o tempo e o espaço disponível para a leitura, de forma integrada a nosso currículo, e de forma a tornar mais fácil o compartilhamento da experiência de aprendizagem com as famílias.

Gestor, esperamos que essa parceria tenha inspirado novas ideias para os eventos e práticas de sua escola. Confira também o nosso artigo “Qual a importância da integração entre família e escola?” Até a próxima! 

No items found.

Baixe o Guia Definitivo da Gestão Escolar!

Tenha acesso a dicas, materiais e conteúdos práticos para tornar o dia a dia da gestão escolar mais simplificado. É gratuito!

Preencha o formulário ao lado e receba o material no seu e-mail.

Formulário enviado com sucesso!
Erro! Por favor, tente novamente.

Você pode gostar também

Árvore na Escola

Leitura no ensino médio é sucesso com Árvore

Confira uma entrevista exclusiva com o Colégio Montessori contando como a Árvore tem ajudado a trabalhar a leitura no Ensino Médio.

Continuar

Leitura e tecnologia: conheça as ações inspiradoras dos Semeadores nas escolas  

Conheça ações inspiradoras em leitura e tecnologia com os Semeadores de Leitura da Árvore.

Continuar