Checklist da escola segura: como a gestão promove saúde mental
Baixe agora!
Blog da Árvore
Leitura
Qual é a importância da leitura?

Qual é a importância da leitura?

25 out 2022
4 min
Post modificado em:
25/10/2022

Você já pensou sobre a importância da leitura e sobre o impacto que a formação leitora tem nas nossas vidas? Nesse texto, falaremos sobre o ato de ler e o papel da leitura na formação de um sujeito. Ao final, daremos dicas para você, educador, potencializar o ensino da leitura em sala de aula. Confira:

Ler o mundo, ler a palavra

A prática da leitura atravessa as nossas relações com o outro e com o mundo. Em nossas interações sociais estamos lendo o tempo todo! Quando bebês, aprendemos a ler as expressões, reações e emoções de quem nos cuida.

Na escola, mesmo antes da alfabetização, as experiências que vivenciamos nos ensinam a ler e a interpretar o entorno, os espaços, a comunidade, os indivíduos e a cultura.

Para uma criança, uma simples brincadeira é um exercício sensorial de percepção: ela apreende o que é visto, tocado ou ouvido, e busca produzir sentido a partir dos estímulos recebidos. Experimentar o mundo também está ligado ao hábito de ler.

Na escola, durante a alfabetização, adentramos um novo universo no exercício da leitura: a palavra escrita. E, nos anos seguintes, mergulhamos nos mais diversos gêneros e tipos de texto!

É sobre a importância da leitura e do universo da palavra escrita que nós vamos falar hoje. Vamos lá?

O que é a leitura?

Ler é uma prática social, é formar-se sujeito. Em uma entrevista para o professor Ezequiel Theodoro da Silva, Paulo Freire aponta para a importância da leitura: "(...) eu não leio para formar-me; eu me formo também lendo…"

A leitura é um processo cognitivo contínuo de construção de sentidos, que acontece num determinado tempo histórico e numa dada cultura.

Segundo a pesquisadora Delaine Cafiero, quando alguém lê, não está apenas traduzindo o que um autor quis dizer, e sim construindo sentido e significado a partir do material que o autor fornece. Um leitor busca em um texto um ponto de partida e constrói conhecimento a partir da bagagem e das vivências que ele próprio carrega.

Em um processo de leitura, dois pontos são fundamentais: o primeiro diz respeito ao próprio texto; como ele se organiza, sua estrutura e função social. O segundo tem a ver com o leitor, seus conhecimentos prévios e os processos cognitivos que realiza para compreender o que está lendo.

Ler não é natural, mas é indispensável

Quando nos deparamos com um texto, passamos a nos relacionar com a nossa cognição de uma outra forma. A importância da leitura é inquestionável, mas o ato de ler não é um exercício natural para a nossa espécie. Pensando nisso, é importante desenvolver o hábito da leitura.

Segundo um artigo da Associação Brasileira de Psicopedagogia, a linguagem escrita é uma aquisição recente na história da humanidade, e o cérebro da espécie humana não dispõe de um aparato neurobiológico preestabelecido para aprender a ler e escrever.

Apesar do cérebro humano precisar contornar essa dificuldade, diversas pesquisas comprovam: a leitura dá acesso a uma variedade de informações e, por isso, possibilita múltiplas experiências sociais e culturais.

Dessa maneira, a prática leitora transforma a vida de uma criança e o seu cérebro é permanentemente modificado por ela. Nesse sentido, o letramento, ou seja, a construção de sentido a partir das práticas sociais de leitura e escrita, é um pilar fundamental da educação básica.

Dados sobre leitura no Brasil

O SAEB (Sistema de Avaliação da Educação Básica) de 2021 nos apresentou uma realidade preocupante: a nota de proficiência em língua portuguesa de alunos do 2º ano do fundamental, etapa inicial de alfabetização, caiu de 750 pontos (2019) para 725,5 (2021).

A pesquisa Retratos da Leitura de 2021 também nos traz dados alarmantes: mais de 40% dos entrevistados pela pesquisa informam que não leem pois têm dificuldades de compreender o que estão lendo.

Além disso, o Instituto Pró-Livro, responsável pela pesquisa, é categórico: para uma sociedade melhorar o seu patamar de desenvolvimento humano, a formação leitora de sua população é imprescindível.

Qual é a função da leitura no dia a dia?

Considerando aspectos mais instrucionais, a leitura é uma ferramenta que possibilita o reconhecimento de códigos linguísticos e sociais básicos do cotidiano. Placas de sinalização, embalagens de alimentos, bulas de remédio, outdoors, vitrines… ao habitar uma cidade estamos lendo a cada passo, a cada interação.

Em nosso mundo contemporâneo, a importância da leitura é inegável! Afinal, hoje em dia, nos comunicamos por texto com uma frequência nunca vista antes.

Aliás, o comportamento ético durante o uso das tecnologias digitais da informação e comunicação é uma urgência do nosso tempo, e aprender a identificar conteúdos inverossímeis é fundamental para o processo de letramento.

Para além dessa leitura mais cotidiana, é de extrema importância o acesso a gêneros textuais literários e demais tipos de texto durante uma formação leitora.

Em 2013, o pesquisador Mark Taylor, da Universidade de Oxford, analisou os hábitos e atividades diárias de 20 mil jovens. Na pesquisa, ele descobriu que a leitura por prazer tem um impacto extremamente positivo no futuro desses indivíduos.

É especialmente na relação íntima com um texto que expandimos a nossa linguagem e a enriquecemos! E o engajamento com a leitura nos coloca em contato com as nossas próprias emoções, percepções sobre o mundo, sobre o outro e sobre nós mesmos.

Inscreva-se na news da Árvore

Receba notícias de educação no seu e-mail!

Uma curadoria exclusiva que traz tudo o que os gestores escolares precisam acompanhar para se manterem atualizados.

Inscreva-se já!

Qual é a importância da leitura para a educação básica?

A área de linguagens da Base Nacional Comum Curricular fala sobre a importância da leitura e orienta as práticas de seu ensino no Brasil. O documento aborda as práticas de linguagem que decorrem da interação do leitor com o texto, sejam eles orais, escritos ou multissemióticos.

O conceito de leitura na BNCC possui um sentido bem amplo, e as imagens – estáticas ou em movimento (como uma pintura, fotografia ou cinema) – e o som também são elementos para consumo e reflexão leitora.

Segundo a base, uma formação leitora integral exige que a demanda cognitiva das atividades de leitura aumente progressivamente desde os anos iniciais do Ensino Fundamental até o Ensino Médio. É necessária a articulação:

“(...) de processos de recuperação de informação (identificação, reconhecimento, organização) a processos de compreensão (comparação, distinção, estabelecimento de relações e inferência) e de reflexão sobre o texto (justificação, análise, articulação, apreciação e valorações estéticas, éticas, políticas e ideológicas) (...)” (BNCC, 2017)

O que se desenvolve com a leitura?

A participação em atividades de leitura com demandas crescentes possibilita a ampliação do repertório que será acessado diante de novos textos. Ler é produzir um novo sentido a cada nova leitura.

E o sentido produzido pelo leitor acerca de um texto pertence somente a ele! É nesse movimento de produção de sentido que a prática da leitura tem um papel fundamental no aprendizado, na construção do conhecimento, no desenvolvimento do pensamento crítico e da empatia.

Na relação com a palavra escrita desenvolvemos diversas competências. Durante a alfabetização, nos apropriamos do código escrito e aperfeiçoamos, progressivamente, habilidades como:

  • Identificar o alfabeto, diferenciando letras de outros sinais gráficos (como, por exemplo, distinguir números e sinais de pontuação);
  • Distinguir a letra cursiva da letra de fôrma;
  • Relacionar palavras e figuras;
  • Ler em voz alta, com entonação e ritmo;
  • E demais habilidades de decodificação.

Ao longo do processo de letramento aprendemos a ir além da decodificação. Nesse movimento, desenvolvemos diversas competências de compreensão, capacidade de interpretação, melhora do vocabulário e aprofundamento. Aprendemos a:

  • Pesquisar informações em um texto;
  • Identificar argumentos e levantar hipóteses;
  • Estabelecer relações lógico-discursivas e de intertextualidade;
  • Identificar o gênero textual e efeitos de sentido;
  • Ter prazer estético;
  • E muito mais!

Como desenvolver a leitura na escola?

Educador, temos certeza que você sabe da importância da leitura para a sua sala de aula. O nosso blog tem um acervo de atividades para inspirar educadores e educadoras.

Por isso, para finalizar o nosso texto, preparamos uma curadoria especial de dicas para que você possa seguir semeando a leitura em sua escola. Confira:


São muitas as possibilidades de trabalho com a leitura, não é mesmo? Para continuar as suas reflexões sobre a importância da leitura, assista a nossa conversa com Eliana Yunes, doutora em Literatura, sobre a importância das experiências literárias na construção dos sujeitos. Até a próxima!

Baixe o Guia Definitivo da Gestão Escolar!

Tenha acesso a dicas, materiais e conteúdos práticos para tornar o dia a dia da gestão escolar mais simplificado. É gratuito!

Preencha o formulário ao lado e receba o material no seu e-mail.

Formulário enviado com sucesso!
Erro! Por favor, tente novamente.
news da Árvore

Inscreva-se na news da Árvore

Receba notícias de educação no seu e-mail!

Uma curadoria exclusiva que traz tudo o que os gestores escolares precisam acompanhar para se manterem atualizados.

Você pode gostar também

Leitura

Árvore chega à rede pública de Manaus com inovação

Confira a chegada da Árvore nas escolas municipais da rede de Manaus.

Continuar
Leitura

7 dicas infalíveis para a formação de novos leitores!

Vamos dar para vocês dicas infalíveis para formar leitores na sua escola, elaboradas pelo nosso time pedagógico de especialistas.

Continuar