Checklist da escola segura: como a gestão promove saúde mental
Baixe agora!
Blog da Árvore
Gestão Escolar
Síndrome de Burnout em professores: como afeta e qual é o papel da gestão

Síndrome de Burnout em professores: como afeta e qual é o papel da gestão

15 dez 2021
3 min
Post modificado em:
4/10/2022

Desde o início de 2022, a Organização Mundial de Saúde classifica a síndrome de Burnout como uma doença de trabalho. A síndrome, que afeta a saúde mental dos colaboradores, também está presente na área da educação e em sala de aula, atingindo muitos professores e demais profissionais.

Mas você sabe o que significa a síndrome de Burnout e como ela pode afetar os educadores? Confira este post e saiba mais sobre o assunto!

O que é a síndrome de Burnout?‍

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), a síndrome de Burnout, também chamada de “Síndrome do Esgotamento Profissional”, corresponde à exaustão física e emocional, além da mental, resultante de um trabalho que não foi administrado com sucesso.

Entre os principais sintomas do esgotamento profissional, conhecido como síndrome de Burnout, estão:

  • esgotamento mental;
  • fadiga;
  • diminuição da performance;
  • sentimentos negativos relacionados ao trabalho;
  • cansaço físico;
  • dores no corpo;
  • falta de compromisso com o autocuidado;
  • dificuldade de concentração;
  • problemas de memória;
  • pressão alta;
  • propensão à irritabilidade;
  • insônia;
  • alterações no apetite.

É importante ressaltar que essa síndrome pode ser causada por condições adversas existentes no ambiente de trabalho, como má gestão ou, ainda, condições enfrentadas pelo profissional anteriormente. Por isso, é importante promover o debate sobre saúde mental em toda organização.

Material gratuito

Baixe gratuitamente o Guia Definitivo da Gestão Escolar!

Tudo o que você precisa saber para garantir um ano letivo tranquilo para sua escola está aqui!

Baixe agora!

Como a síndrome de Burnout afeta os professores?‍

Na educação, a síndrome de Burnout afeta professores e profissionais da área. Além do próprio contexto de sala de aula, que muitas vezes coloca professores no limite, o trabalho dos educadores vai para além do ensino.

O acúmulo de funções, a cobrança excessiva de performance e aquela feita pelas famílias dos alunos figuram entre os motivos que levam professores e educadores ao contexto de esgotamento emocional e mental.

Como resultado, os danos à qualidade de vida do educador pode fazer com que ele se ausente do ambiente escolar com frequência, prejudicando a gestão do trabalho em sala de aula.

Leia também: Saúde mental no ambiente escolar: confira o que dizem Dráuzio Varella e especialistas‍

Síndrome de Burnout e a pandemia em educadores‍

Um dos efeitos da pandemia foi a piora do quadro de Burnout escolar. Uma pesquisa realizada pela Nova Escola, em 2020, apurou a situação dos professores e, no período avaliado, 28% relataram sua saúde emocional como péssima ou ruim e 30% como razoável. 

Entre os motivos responsáveis pela resposta, os professores apontaram:

  • estresse envolvido na necessidade de aprender rápido para adequar o planejamento;
  • risco de contaminação;
  • insegurança em relação ao futuro;
  • falta de reconhecimento das famílias e de gestores;
  • aumento no tempo de preparo das aulas;
  • aumento no tempo de dedicação aos alunos;
  • sensação de não conseguir dar conta de todas as demandas, somando as domésticas, as familiares e as profissionais.

No Rio de Janeiro, um levantamento mostrou que de 40 a 45% dos professores da rede foram afastados do trabalho por causa da doença durante a pandemia. Segundo novos estudos, esse quadro ainda é comum, mesmo após a aplicação de vacinas e afrouxamento de medidas de segurança comuns à época da pesquisa.

Ações eficazes para adotar na sua escola‍ e evitar o Burnout em professores

De acordo com Kevin Leichtman, escritor do portal Edutopia, a gestão escolar pode adotar algumas medidas que ajudam a evitar o Burnout em professores. Entre elas estão:

Evite o acúmulo de funções na gestão do trabalho em sala de aula‍

Para muitos professores, principalmente durante a pandemia, acumular diferentes funções pode ser o disparador do esgotamento profissional, conhecido como síndrome de Burnout. 

Nesse sentido, a gestão pode colaborar por meio do planejamento adequado das funções de cada profissional da escola, avaliando o contexto e redistribuindo-as quando possível.

Ainda em relação à gestão do trabalho em sala de aula, oferecer boas condições de trabalho, como equipamentos e materiais adequados, e evitar salas superlotadas são medidas que podem ajudar a reduzir casos de Burnout em professores.

Ofereça mentorias para os professores‍

É interessante que sua escola tenha um momento reservado para a reflexão e para a troca de experiências. Assim, é preciso que gestores ofereçam mentorias para sua equipe pedagógica a fim de motivar esses profissionais. Da mesma forma, professores mais experientes podem ajudar os os que estão começando.‍

Essa também é uma forma de estabelecer laços, criar e fortalecer a rede de apoio dentro da escola. Afinal, ter com quem dividir pareceres, opiniões, alegrias e dificuldades torna qualquer ambiente melhor! 

Dê mais autonomia para sua equipe‍

A possibilidade de trabalhar com mais autonomia garante um ambiente mais saudável e prazeroso. No entanto, isso não significa deixar de acompanhar e guiar os professores, mas sim dar a possibilidade de que eles testem e realizem ações e ideias próprias.

É importante ter em mente que a gestão escolar precisa ser um espaço democrático, seguro e aberto para toda a equipe pedagógica.

Para isso, como um bom gestor escolar, converse com seus professores, entenda e acolha o que sentem e vivem no seu dia a dia. Isso ajudará a evitar quadros de Burnout escolar e a manter um ambiente de trabalho muito mais saudável.

Para ter acesso a notícias importantes sobre o universo educacional, assine nossa newsletter! Ela vai te deixar por dentro dos melhores caminhos para transformar a educação!

No items found.

Baixe o Guia Definitivo da Gestão Escolar!

Tenha acesso a dicas, materiais e conteúdos práticos para tornar o dia a dia da gestão escolar mais simplificado. É gratuito!

Preencha o formulário ao lado e receba o material no seu e-mail.

Formulário enviado com sucesso!
Erro! Por favor, tente novamente.
guia definitivo da Gestão Escolar

Material gratuito

Baixe gratuitamente o Guia Definitivo da Gestão Escolar!

Tudo o que você precisa saber para garantir um ano letivo tranquilo para sua escola está aqui!

Você pode gostar também

Gestão Escolar

Quais são os desafios da gestão do cotidiano escolar?

Neste post, você descobre todos os desafios e responsabilidades da gestão do cotidiano escolar, além de dicas para o trabalho.

Continuar
Gestão Escolar

Como orientar os pais sobre uso de telas na infância?

Você é da gestão escolar e precisa de ajuda para orientar os pais sobre o uso de telas na infância? Confira o post!

Continuar