Competências socioemocionais: como promover em sala de aula? Confira!

A vida em sociedade é marcada por desafios. E esses desafios não são restritos à ordem dos conteúdos escolares. Para enfrentá-los é necessário o desenvolvimento de competências socioemocionais. Afinal, elas permitem a resolução de conflitos de forma empática e corajosa.

Por isso, a BNCC entende que uma das funções dos currículos escolares é permitir o desenvolvimento de competências socioemocionais. Assim, as escolas preparam os estudantes integralmente para vida. A introdução dessas habilidades é um desafio para a comunidade escolar. Vamos pensar juntos como estimular o desenvolvimento socioemocional na sua escola?

O que são as competências socioemocionais

A Base Nacional Comum Curricular (BNCC) propõe um modelo de ensino e aprendizagem pautado no desenvolvimento de habilidades. Assim, isso quer dizer a mobilização de conhecimentos, habilidades e atitudes para resolução de demandas complexas. As habilidades desenvolvidas nas escolas possuem três ordens: práticas, cognitivas e socioemocionais.

Desta forma, as competências socioemocionais tornam-se centrais para o desenvolvimento integral dos estudantes. Afinal, essas habilidades visam a resolução de problemas reais. As habilidades gerais da BNCC são diversas. Entre elas estão: pensamento científico, projeto de vida, trabalho, repertório cultural, etc. Sendo assim, as competências socioemocionais podem ser decisivas para que o indivíduo desenvolva todas elas.

Além de fazer parte da própria BNCC, essas habilidades também são uma demanda da sociedade contemporânea. Além disso, são uma demanda do próprio mercado de trabalho.  Afinal, quais são as competências socioemocionais? De forma geral, elas podem ser definidas como aquelas relacionadas à inteligência emocional e necessárias ao convívio em sociedade e ao mundo do trabalho.

Assim, entre elas estão: a colaboração, empatia, pensamento crítico, resolução de conflitos, autonomia e responsabilidade. Apesar de muitas vezes fazer parte da personalidade, essas habilidades podem ser estimuladas e desenvolvidas ao longo do processo educacional.

As competências socioemocionais na educação integral

A educação integral não está relacionada ao tempo em que os estudantes permanecem nas escolas. Elas dizem respeito à formação integral do indivíduo para vida. Neste sentido, a construção de um projeto de educação integral passa pelo desenvolvimento socioemocional em múltiplas instâncias. Por isso, a BNCC, comprometida com a educação integral, aponta para a necessidade de desenvolvimento de competências socioemocionais.

É preciso destacar que a educação integral e as competências socioemocionais podem ser promovidas através de metodologias ativas, aprendizado por projetos e resolução de problemas. Por isso, há uma gama de possibilidades e ações que podem garantir uma educação ampla para o seu estudante.

Como desenvolver competências socioemocionais na sua escola

A escola é o espaço em que o aluno começa a inserção na sociedade para além da família. Ali seus interesses e relações com os outros são potencializados, abrindo espaço pro controverso, para o diálogo e para as formas de resolução de conflitos. Tenha isso em mente na hora de planejar as ações na sua unidade escolar.

A formação integral do indivíduo inclui o desenvolvimento socioemocional. Afinal, ele é essencial para que se consiga lidar com questões da esfera pública e privada de forma empática, coerente e determinada. Contudo, é importante que tenhamos no horizonte a ideia de que  essas habilidades são necessárias para realizarmos muitas atividades do cotidiano escolar.

Por isso, não é imperativo que exista uma disciplina isolada responsável pelo desenvolvimento socioemocional. Promova-o no cotidiano. Com base em competências socioemocionais como empatia, colaboração, determinação, cidadania, autoconhecimento e responsabilidade, podemos apontar algumas diretrizes para colocar em prática na sua escola. Confira!

Dicas para colocar em prática:

  • Aposte em atividades coletivas, em duplas ou grupos. Quando as avaliações são feitas coletivamente os estudantes conseguem exercitar a escuta, a empatia e a colaboração.
  • Permita a participação democrática dos seus estudantes. Promova grêmios estudantis e crie um espaço voltado para a deliberação. Pode ser um pedaço do pátio da escola onde seus alunos e alunas poderão dialogar e organizar suas demandas. Assim, estarão desenvolvendo a cidadania, responsabilidade e empatia.
  • Desenvolva projetos extracurriculares e interdisciplinares, como: olimpíadas, debates, simulações, palestras, etc. Nesses espaços seu aluno pode desenvolver o autoconhecimento, a perseverança, a comunicação e a colaboração.
  • Crie projetos de maior impacto, voltados para a comunidade em que estão inseridos. Ao observar problemas do entorno e planejar ações de melhoria do cotidiano, seus alunos e alunas conseguirão observar na prática a importância da ética, da comunicação e da proatividade.

Por fim, tenha em vista que o objetivo principal das competências socioemocionais promovidas em ambiente escolar é preparar alunos e alunas para a vida e os problemas que podem ser enfrentados no cotidiano, mantendo o equilíbrio em situações diversas. Então, propicie aos seus estudantes experiências diversas que possam ser próximas da realidade, seja na esfera privada ou pública.

Leia também: Habilidades socioemocionais: saiba como ensino híbrido pode ajudar

Praticando em todas as disciplinas

As competências socioemocionais são essenciais para que enfrentemos os desafios cotidianos. Através delas conseguimos manter o equilíbrio e lidar com as emoções em diversas situações enfrentadas ao longo da vida. Por isso, são de extrema importância para o desenvolvimento de competências gerais, como as da BNCC.

Contudo, além da preparação para vida, as atividades que promovem o desenvolvimento socioemocional também podem servir para expandir o horizonte dos seus estudantes. Afinal, mostram outros espaços que podem ser alcançados por eles.

Por isso, não restrinja o socioemocional a uma única disciplina ou projeto. Faça com que essas habilidades estejam no programa de todos os professores e colaboradores. A interdisciplinaridade e os projetos são formas eficientes de garantir essa promoção. Não esqueça de pensar no seu time, construa espaços de formação e diálogo. Afinal, serão os responsáveis por mediar o aprendizado. Por fim, seja empático e aberto a novas experiências.

Esse conteúdo foi produzido por:

Time de especialistas pedagógicos da Árvore

download de material ebook competências socioemocionais

E-book

Competências Socioemocionais

Como a leitura pode ajudar seus alunos a se desenvolverem?

10.000+ people recommend using Client-first

Você pode gostar também

alunos usando tecnologia educacional
Educação

Como a tecnologia educacional pode ajudar na sala de aula?

Você sabe os benefícios que a tecnologia educacional pode trazer para sua escola? Neste post, te contamos como!

Continue lendo
educadores trabalhando interdisciplinaridade na escola
Educação

Aprenda a trabalhar interdisciplinaridade na escola em 4 passos

Quer saber como trabalhar a interdisciplinaridade na sua escola? Ensinamos neste post com quatro passos!

Continue lendo