Checklist da escola segura: como a gestão promove saúde mental
Baixe agora!
Blog da Árvore
Gestão Escolar
Plataforma educacional: como escolher e quando é hora de adotar?

Plataforma educacional: como escolher e quando é hora de adotar?

3 maio 2023
4 min
Post modificado em:
3/5/2023

Qual é o momento ideal para adotar uma plataforma educacional? Incorporar a tecnologia ao ensino exige a preparação da escola e decisões assertivas. Confira:

O que é uma plataforma educacional?

A vivência digital a nível global traz muitos desafios. Afinal, as transformações e inovações acontecem de forma muito rápida. Na escola, o cenário não é diferente.

Nesse contexto, gestores escolares se perguntam como incorporar as tecnologias digitais na sala de aula.

São muitas as dúvidas, e todas elas levam a uma mesma questão: será que adotar uma plataforma educacional é o melhor caminho para a aprendizagem?

Já adiantamos: pode ser! Tudo depende do caminho que será trilhado.

As plataformas educacionais são ferramentas digitais que permitem a interação entre professor, aluno e ambiente de aprendizagem. Existem plataformas de muitos tipos, que oferecem os mais variados recursos.

Uma plataforma educacional é aquela desenvolvida com fins pedagógicos e geralmente oferece combinações de um ou mais dos seguintes itens:

  • Materiais didáticos e demais conteúdos educacionais em formato de vídeo, áudio ou texto;
  • Recursos e relatórios para apoiar a avaliação, acompanhamento e diagnóstico do processo de aprendizagem;
  • Ferramentas para a comunicação e colaboração entre alunos e professores;
  • Recursos de gamificação para incentivar o engajamento dos usuários.

São possibilidades diversas! Uma plataforma educacional pode agregar muito ao ensino e trazer diversos benefícios para a sua escola.

Como as plataformas digitais educacionais ajudam a aprendizagem?

A formação para um mundo digital exige o desenvolvimento das habilidades necessárias para um uso crítico e ético da tecnologia.  

Inclusive, a Base Nacional Comum Curricular aponta que o exercício da cidadania digital é uma competência fundamental para o século XXI:

“Compreender, utilizar e criar tecnologias digitais de informação e comunicação de forma crítica, significativa, reflexiva e ética nas diversas práticas sociais (incluindo as escolares) para se comunicar, acessar e disseminar informações, produzir conhecimentos, resolver problemas e exercer protagonismo e autoria na vida pessoal e coletiva.” (BNCC, 2018)

Nesse sentido, uma plataforma educacional, além de apoiar o cumprimento do currículo tradicional, pode ser uma grande aliada na inclusão e letramento digital!

Ah, e vale lembrar! As plataformas digitais como o Google Earth, o Padlet ou o Zoom, também podem ser utilizadas na escola. Mesmo que não tenham sido desenvolvidas com finalidades educacionais.

Quando uma escola está pronta para adotar uma plataforma de ensino?

Muitos gestores se perguntam quando é a hora de adotar uma plataforma educacional. Afinal, sabemos que não se trata simplesmente de adicionar uma plataforma ao processo educativo: o essencial é utilizá-la com intencionalidade!

Pensando nisso, listamos 3 pontos importantes para um gestor avaliar. Veja a seguir:

1 - A plataforma educacional está alinhada ao projeto pedagógico da escola?

Gestor, antes de tudo, responda à pergunta: de que forma uma plataforma educacional atenderá ao projeto pedagógico da sua escola?

O primeiro passo na incorporação de plataformas digitais ao ensino é investigar como ela irá agregar ao currículo dos segmentos. Além disso, é importante analisar se estará alinhada aos objetivos de aprendizagem da instituição.

A título de exemplo: no caso da escola Santa Maria Minas (unidade Betim), parceira da Árvore desde 2019, o uso da nossa plataforma gamificada de leitura chegou para apoiar os seguintes objetivos pedagógicos:

  • a realização de projetos interdisciplinares;
  • os clubes de leitura de alunos, professores e gestores;
  • o desenvolvimento do senso crítico e letramento digital dos estudantes;
  • a formação de leitores engajados;

Antes de fechar a parceria com uma plataforma digital, não deixe de consultar a sua equipe de professores e gestores pedagógicos para avaliarem. Juntos, poderão entender como a plataforma irá contribuir para o processo de ensino e aprendizagem.

Esse passo será fundamental para definir de forma assertiva as condições da parceria. Além do plano de ação necessário para incorporar a plataforma ao currículo escolar.

2 - A formação de professores

O que garante o bom uso de uma plataforma educacional na escola é o comprometimento dos professores. Serão eles os principais responsáveis pelo engajamento dos estudantes!

Por isso, é importante que os gestores priorizem, no período prévio à implantação, debates e formações pedagógicas para a equipe docente da escola.

Nesse sentido, gestores devem:

  • considerar como a nova tecnologia será recebida pela equipe docente;
  • estudar com a equipe os recursos pedagógicos disponíveis na plataforma em questão;
  • garantir e calendarizar formações para toda a equipe pedagógica da escola;
  • avaliar se a plataforma possui uma assessoria pedagógica para apoiar professores em seus planejamentos.

Após a adoção da plataforma, é essencial viabilizar encontros periódicos entre professores para debater boas práticas de uso dos recursos da plataforma educacional. A formação deve ser constante!

3 - Atenção para as questões práticas!

As questões pedagógicas são fundamentais, mas também existem aspectos mais burocráticos e pragmáticos que devem ser avaliados antes de adotar uma plataforma educacional.

Por exemplo:

  • A plataforma disponibiliza suporte técnico e atendimento eficazes?
  • Suas ferramentas são acessíveis e intuitivas para alunos e professores?
  • É importante que a plataforma seja integrada com outras ferramentas e recursos da escola? Isso é possível de ser feito?
  • O custo da plataforma é compatível com o orçamento?
  • A plataforma está em conformidade com a LGPD, a Lei Geral de Proteção de Dados?

Nessa análise mais aprofundada, gestores podem selecionar a plataforma educacional que ofereça recursos mais adequados. Além de uma ferramenta que possa ser utilizada com segurança por toda a comunidade escolar.

Como escolher uma plataforma educacional para sua escola?

No mundo digital de hoje, a escolha da plataforma educacional certa é crucial para o sucesso e eficiência das instituições de ensino. Com uma variedade de opções disponíveis, é fundamental entender os aspectos essenciais ao selecionar a plataforma educacional ideal para sua escola. Confira um roteiro passo a passo para ajudar você a tomar uma decisão informada e otimizada para o crescimento educacional de sua instituição.

1. Avalie as Necessidades Específicas da Sua Escola:

Antes de mergulhar nas opções disponíveis, é vital entender as necessidades específicas de sua escola. Considere o tamanho da instituição, o número de alunos, os cursos oferecidos e os recursos que sua equipe de professores precisa para fornecer uma experiência de aprendizado de alta qualidade.

2. Analise Recursos e Funcionalidades:

Cada plataforma educacional oferece um conjunto único de recursos e funcionalidades. Faça uma lista das características essenciais que sua escola necessita, como salas de aula virtuais, ferramentas de avaliação, relatórios de progresso e suporte técnico. Avalie como esses recursos podem contribuir para o sucesso geral da aprendizagem online em sua instituição.

3. Verifique a Usabilidade e Interface do Usuário:

Uma interface de usuário intuitiva é fundamental para garantir que professores, alunos e administradores possam utilizar a plataforma sem dificuldades. Avalie a usabilidade da plataforma, analisando a experiência do usuário em termos de navegação, acesso a recursos e facilidade de comunicação.

4. Garanta a Personalização da Plataforma:

Cada escola é única, e sua plataforma educacional deve permitir personalizações para atender às necessidades específicas da instituição. Certifique-se de que a plataforma escolhida ofereça opções de personalização, desde a aparência da interface até a adaptação de conteúdos educacionais.

5. Considere a Integração com Outras Ferramentas:

Uma boa plataforma educacional deve integrar-se facilmente a outras ferramentas educacionais e de administração. Isso inclui sistemas de gerenciamento de aprendizado (LMS), software de avaliação, e até mesmo integrações com ferramentas de videoconferência. A integração suave economiza tempo e melhora a eficiência operacional.

6. Avalie a Segurança e Privacidade:

A segurança dos dados dos alunos e professores é uma prioridade máxima. Certifique-se de que a plataforma escolhida atende aos padrões de segurança e privacidade, garantindo que as informações confidenciais estejam protegidas contra ameaças cibernéticas.

Gestor, esperamos que o texto de hoje te ajude a decidir se chegou a hora de adotar uma plataforma educacional na sua escola!

Se desejar, clique aqui e descubra como a Árvore ajuda a promover a transformação por meio da leitura e da tecnologia. Até a próxima!

Baixe o Guia Definitivo da Gestão Escolar!

Tenha acesso a dicas, materiais e conteúdos práticos para tornar o dia a dia da gestão escolar mais simplificado. É gratuito!

Preencha o formulário ao lado e receba o material no seu e-mail.

Formulário enviado com sucesso!
Erro! Por favor, tente novamente.

Você pode gostar também

Gestão Escolar

9 livros sobre gestão escolar que você precisa ler!

Reunimos aqui dicas de livros sobre gestão escolar fundamentais para você que quer aprofundar seus conhecimentos na sua área de atuação ou formação.

Continuar
Gestão Escolar

Especialistas falam da relação família e escola na pandemia

Confira neste post o que especialistas no tema falam sobre a relação família e escola durante a pandemia.

Continuar