Quer usar o ChatGPT na sua escola em 2024? Baixe nosso guia exclusivo!
Baixe agora!
Blog da Árvore
Educação
Competências socioemocionais: o que são e como promover na escola

Competências socioemocionais: o que são e como promover na escola

8 de julho de 2021
8 minutos
Post modificado em:
7/10/2022

A vida em sociedade é marcada por desafios e eles não são restritos à ordem dos conteúdos escolares. Para enfrentá-los, é necessário o desenvolvimento de competências socioemocionais, o que permite a resolução de desafios do dia a dia de maneira mais empática e corajosa.

Por isso, a BNCC (Base Nacional Comum Curricular) entende que uma das funções dos currículos escolares é permitir o desenvolvimento de competências socioemocionais. Sendo assim, as escolas preparam os estudantes integralmente para o futuro, por mais que a introdução dessas habilidades seja um desafio para a comunidade escolar.

Pensando nisso, confira a seguir como estimular o desenvolvimento socioemocional no seu meio!

O que são as competências socioemocionais?

A BNCC propõe um modelo de planejamento escolar com ensino e aprendizagem pautados no desenvolvimento de habilidades. Isso significa que é preciso haver uma mobilização de conhecimentos e atitudes para resolução de demandas complexas.

As capacidades desenvolvidas nas escolas possuem três ordens: práticas, cognitivas e socioemocionais. Assim, as competências socioemocionais tornam-se centrais para o desenvolvimento integral dos estudantes, já que essas habilidades visam à resolução de problemas reais.

Quais são as competências socioemocionais da BNCC?

A BNCC sugere diversas competências gerais, como pensamento científico, projeto de vida, trabalho, repertório cultural etc. As habilidades socioemocionais, então, possuem papel decisivo no desenvolvimento das primeiras, contribuindo, a longo prazo, para o crescimento dos alunos.

Além de fazer parte da própria BNCC, as competências socioemocionais também são uma demanda da sociedade contemporânea e do próprio mercado de trabalho.

Mas, afinal, quais são as competências socioemocionais? De forma geral, elas podem ser definidas como aquelas relacionadas à inteligência emocional e necessárias ao convívio em sociedade e ao mundo do trabalho. Assim, entre elas estão: 

Essas habilidades podem ser estimuladas e desenvolvidas ao longo de todo processo educacional, da Educação Infantil, Ensino Fundamental e Ensino Médio.

Escute no Podcast da Árvore: Novas construções sociais de aprendizagem

As competências socioemocionais na educação integral

Quando falamos do assunto, não nos referimos apenas ao tempo de permanência dos estudantes nas escolas. A educação integral diz respeito à formação do indivíduo para vida.

Neste sentido, a construção de um projeto de educação integral passa pelo desenvolvimento socioemocional e cognitivo em múltiplas instâncias. Por isso, a BNCC, comprometida com a educação integral, aponta para a necessidade de desenvolvimento de competências socioemocionais.

É preciso destacar que a educação integral e as competências socioemocionais podem ser promovidas através de metodologias ativas, incluindo o aprendizado por projetos e a resolução de problemas. Sendo assim, há uma gama de possibilidades e ações que podem garantir uma educação ampla para o seu estudante.

Como trabalhar as competências socioemocionais na escola?

A escola é normalmente o espaço em que o aluno começa a inserção na sociedade para além da família. Ali, seus interesses e relações com os outros são potencializados, abrindo espaço para o controverso, para o diálogo e para as formas de resolução de conflitos. Como bom gestor escolar, é preciso ter esses aspectos em mente ao planejar as ações.

Isso se faz necessário porque a formação integral do indivíduo inclui seu desenvolvimento socioemocional, aspecto essencial para lidar com questões da esfera pública e privada de forma empática, coerente e determinada.

No entanto, é importante que tenhamos no horizonte a ideia de que essas habilidades são necessárias para a realização de muitas outras atividades do dia a dia da escola. Por isso, não é imperativo que exista uma disciplina isolada: o desenvolvimento socioemocional precisa ser promovido no cotidiano escolar.

Dicas para colocar em prática:

Confira como podemos apontar algumas diretrizes para colocar tudo isso em prática na sua escola, com base em competências socioemocionais como empatia, colaboração, determinação, cidadania, autoconhecimento e responsabilidade:

  • aposte em atividades coletivas, em duplas ou grupos: avaliações coletivas permitem que o estudante exercite a escuta, a empatia e a colaboração;
  • permita a participação democrática dos alunos: para isso, vale promover grêmios estudantis e espaços voltados para a deliberação, mesmo que no pátio da escola. Ali, todos poderão dialogar e organizar suas demandas, desenvolvendo a cidadania, a autonomia e a empatia;
  • desenvolva projetos extracurriculares e interdisciplinares: olimpíadas, debates, simulações e palestras são bons exemplos para que seu aluno desenvolva o autoconhecimento, a perseverança, a comunicação e a colaboração;
  • crie projetos de maior impacto voltados para a comunidade: ao observar problemas do entorno e planejar ações de melhoria do cotidiano, os estudantes poderão observar, na prática, a importância da ética, da comunicação e da proatividade.

O objetivo de desenvolver as competências socioemocionais em ambiente escolar é preparar alunos e alunas para a vida e os problemas que podem ser enfrentados no cotidiano, mantendo o equilíbrio em situações diversas. Por isso, proponha experiências semelhantes à realidade, seja na esfera privada ou pública.

Leia também: Habilidades socioemocionais: saiba como ensino híbrido pode ajudar

Praticando em todas as disciplinas

O desenvolvimento das competências socioemocionais é essencial para enfrentar os desafios cotidianos. Afinal, é por meio delas que conseguimos manter o equilíbrio e lidar com as emoções em diversas situações com as quais nos deparamos ao longo da vida.

Por esses e outros aspectos, todas são de extrema importância para o desenvolvimento de competências gerais, como as da BNCC.

No entanto, as atividades que promovem o desenvolvimento socioemocional, além de contribuírem para o preparo para a vida, também ajudam a expandir o horizonte dos alunos, mostrando outros espaços que podem ser alcançados por eles.

Por isso, não restrinja o socioemocional a uma única disciplina ou projeto: viabilize a interdisciplinaridade e o estímulo a essas habilidades no programa de todos os professores e colaboradores.

A interdisciplinaridade e os projetos são formas eficientes de garantir essa promoção. Não esqueça de pensar no seu time e de construir espaços de formação e diálogo, os verdadeiros responsáveis por mediar o aprendizado. Por fim, seja empático e aberto a novas experiências.

Agora que você já sabe que o gerenciamento das emoções está intimamente ligado ao desenvolvimento das competências socioemocionais, assine a Semeando a Educação, a newsletter da Árvore, e receba mais informações sobre o universo educacional: descubra os melhores caminhos para transformar por meio da educação!

EBOOK ROSSANDRO KLINJEY
Material gratuito

Baixe nosso material com Rossandro Klinjey!

Tenha em mãos um material exclusivo escrito por um dos maiores especialistas no assunto no Brasil.

Baixe agora!

Baixe o Guia Definitivo da Gestão Escolar!

Tenha acesso a dicas, materiais e conteúdos práticos para tornar o dia a dia da gestão escolar mais simplificado. É gratuito!

Preencha o formulário ao lado e receba o material no seu e-mail.

Formulário enviado com sucesso!
Erro! Por favor, tente novamente.
download de material ebook competências socioemocionais

Material gratuito

Baixe nosso material com Rossandro Klinjey!

Tenha em mãos um material exclusivo escrito por um dos maiores especialistas no assunto no Brasil.

Você pode gostar também

Educação

Relatório Escolar: 10 dicas para construir o seu

Quer dicas de como construir um relatório escolar perfeito? Trazemos dicas práticas de como construir o relatório dos alunos.

Continuar
Educação

Veja 4 brincadeiras para trabalhar emoção com crianças

Confira algumas ideias de brincadeiras para trabalhar emoção com crianças e jovens, em casa ou na escola.

Continuar