Checklist da escola segura: como a gestão promove saúde mental
Baixe agora!
Blog da Árvore
Leitura
A competência leitora nas diferentes disciplinas

A competência leitora nas diferentes disciplinas

22 dez 2022
3 min
Post modificado em:
3/10/2022

A competência leitora deve ser desenvolvida em todas as disciplinas. Leia o texto a seguir e descubra como educadores podem mediar a leitura e potencializar esse processo:

A leitura e seus processos

Pesquisadores atestam que a escrita e a leitura são invenções culturais complexas. Ambas envolvem processos fonológicos, visuais, linguísticos e semânticos.

Delaine Cafiero diz que, em um processo de leitura, dois pontos devem ser considerados. O primeiro diz respeito ao texto em si. Qual é a sua estrutura, como ele se organiza e qual é a sua função social.

O segundo tem a ver com a pessoa leitora. Os processos cognitivos que ele ou ela realiza para compreender o que está lendo e os seus conhecimentos prévios.

Desse modo, podemos entender que aprender a ler demanda tempo e um ensino sistemático. O desenvolvimento da competência leitora, portanto, se dá nos mais diferentes contextos sociais e de aprendizagem.

O que é competência leitora?

A pesquisa Retratos da Leitura (2021) informa que mais de 40% dos entrevistados dizem que não leem pois têm dificuldades de compreensão.

Tal cenário reflete uma urgência. Afinal, gestores e educadores devem garantir que seus estudantes desenvolvam os procedimentos de leitura exigidos pela diversidade de gêneros discursivos.

Como identificar e formar um estudante proficiente em leitura, então? Em seu artigo, Cafiero define que

“(...) um leitor competente possui habilidades, atitudes e valores diversos. Habilidade é um saber fazer. Ter competência significa mobilizar um conjunto de habilidades em função de determinado objetivo, para resolver problemas. O leitor competente é capaz de executar diversas ações sobre o texto, para compreendê-lo.”

Quero na Minha Escola
Preencha o formulário!

Leve a Árvore para sua escola!

Com inovação e leitura, você ajuda a preparar seus alunos para o futuro. Preencha o formulário no site e saiba mais!

Acesse agora!

Como desenvolver a competência leitora na escola?

Um leitor em desenvolvimento deverá apreender diversos gêneros discursivos, textuais e os mais variados procedimentos de leitura.

Pensando nisso concluímos que, durante o processo de escolarização, atividades que visam a aprendizagem leitora devem estar presentes em todas as disciplinas.

Ou seja, professores de diferentes áreas do conhecimento têm a missão de ensinar o aluno a ler. Mas como inserir a leitura nas aulas de matemática? E de biologia?

A seguir, exemplificamos alguns cenários que mobilizam o desenvolvimento da competência leitora nas diferentes disciplinas. Tudo isso considerando o que traz a Base Nacional Comum Curricular.

1 - Linguagens

Os componentes língua portuguesa e língua inglesa assumem o texto como objeto central de trabalho.

Em português, para contextualizar o ensino da língua, a base aponta diferentes campos de atuação social da palavra. As práticas de estudo e pesquisa, a vida pública, a vida cotidiana, o campo artístico, literário e o campo jornalístico.

Professores da língua portuguesa devem realizar práticas de leituras passeando pelos diferentes gêneros literários e campos de atuação. Assim, irá desenvolver de forma completa a competência leitora do estudante.

Por exemplo: um educador pode propor a leitura de um texto do gênero poesia. Em seguida, ele pode mediar a investigação dos recursos linguísticos próprios de um texto poético. Além disso, pode investigar a vida e obra de seu autor ou autora.

Dessa forma, o estudante compreenderá a estrutura de um poema, seu contexto e quais os temas que são tratados. E, ao mesmo tempo, o professor ensina a gramática exigida pelo currículo.

Quando falamos do componente Artes, estamos falando também da leitura de imagens. Sabemos que a expressão visual é um elemento de comunicação fundamental na nossa cultura.

O livro ilustrado, uma pintura ou uma fotografia podem ser excelentes aliados para entrar em contato com diferentes estéticas de representação.

Além disso, práticas de leitura de imagens irão desenvolver novas formas de expressão e oportunizar experiências estéticas de fruição.

2 - Ciências Humanas

Nas ciências humanas, a leitura e interpretação de textos é uma prática cotidiana. A análise do tempo e do espaço exige a leitura de mapas, textos midiáticos, fontes históricas e iconográficas.

Na disciplina de geografia, por exemplo, o professor pode explorar a leitura de um mapa. Assim, irá analisar a estrutura própria de um texto cartográfico, conduzindo o estudante a relacionar imagem-texto e entender as funções das legendas.

Professores de história, além de analisar documentos históricos, também podem investigar a história recente através de textos da esfera jornalística.

Desse modo, o desenvolvimento da competência leitora do estudante acontece em prol de uma educação midiática.

Afinal, no século XXI, é preciso aprender a ler todas as linguagens, em todas as mídias e suportes, e navegar o mundo digital de modo ético e crítico.

3 - Ciências da Natureza

Segundo a BNCC, a área de Ciências da Natureza precisa assegurar aos estudantes o acesso à diversidade de conhecimentos científicos produzidos ao longo da história.

Aproximar os estudantes aos principais processos, práticas e procedimentos da investigação científica é indispensável! Desse modo, a leitura de textos ou artigos científicos pode e deve fazer parte do desenvolvimento da competência leitora.

Nesse contexto, professores de química, física ou biologia têm o compromisso de orientar a leitura e interpretação de dados científicos.

Mediar a pesquisa em artigos científicos ou revistas de ciência, conduzir a leitura de infográficos e elaborar argumentos com base em evidências fazem parte desse processo de aprendizagem.

4 - Matemática

A competência 6 da área de Matemática aponta para a necessidade da utilização de diferentes registros e linguagens no pensamento matemático.

Para pensar matematicamente, o estudante entrará em contato com gráficos, tabelas, esquemas, além do próprio texto escrito na língua materna.

Nesse sentido, é fundamental que professores dessa disciplina mediem processos de leitura que aprofundem os recursos linguísticos próprios dessa área de conhecimento.

Por exemplo, um simples exercício de matemática apresenta palavras para descrever um determinado problema. Por isso, trabalhar a interpretação de palavras é essencial. O que significa dizer “sobra” em um contexto matemático? E “adição”?

É de suma importância que um leitor em formação compreenda as perguntas e problemas que lhe são apresentados.

Ademais, gráficos e outros esquemas matemáticos são tipos de texto e, por isso, envolvem também processos de leitura. Orientar tais processos é indispensável para desenvolver a competência leitora!


Esperamos que esse texto tenha ampliado o seu repertório sobre o desenvolvimento da competência leitora nas diferentes disciplinas. Confira também o nosso vídeo 5 dicas para trabalhar diferentes gêneros textuais em sala de aula. Até a próxima!

Baixe o Guia Definitivo da Gestão Escolar!

Tenha acesso a dicas, materiais e conteúdos práticos para tornar o dia a dia da gestão escolar mais simplificado. É gratuito!

Preencha o formulário ao lado e receba o material no seu e-mail.

Formulário enviado com sucesso!
Erro! Por favor, tente novamente.
Quero na Minha Escola

Preencha o formulário!

Leve a Árvore para sua escola!

Com inovação e leitura, você ajuda a preparar seus alunos para o futuro. Preencha o formulário no site e saiba mais!

Você pode gostar também

Leitura

5 dicas para incentivar a leitura na escola

Quer conferir como incentivar a leitura na escola entre seus alunos? Trouxemos cinco dicas infalíveis para educadores!

Continuar
Leitura

Entenda o que são tecnologias educacionais e como implementar na escola

Descubra as tecnologias educacionais e sua implementação na escola. Benefícios, exemplos e como a Árvore pode impulsionar o superpoder da leitura. Confira agora

Continuar