8 livros de Paulo Freire para pensar educação

No dia 19 de setembro de 2021, neste mês, será comemorado o centenário de Paulo Freire. Educador e filósofo, autor de obras extremamente importantes para a educação. Paulo Freire foi responsável pela criação do método de alfabetização de jovens e adultos.

Considerado o patrono da educação brasileira, seu legado é inestimável e deve ser conhecido por todos. Preparamos uma lista com 8 livros de Paulo Freire, para conhecer o trabalho do educador.

Pedagogia do oprimido - Leia na Árvore

Nesta obra, que é considerada a principal de Paulo Freire, o autor propõe um método, pelo qual a palavra, ou seja, a educação, ajuda o homem a tornar-se homem. Desta forma, passa-se a compreender o papel da educação dentro da sociedade que pode ser: mantenedor ou transformador.

Pedagogia da Autonomia: saberes necessários à prática educativa - Leia na Árvore

Na Pedagogia da autonomia, de 1996, Paulo Freire nos apresenta uma reflexão sobre a relação entre educadores e educandos e elabora propostas de práticas pedagógicas, orientadas por uma ética universal, que desenvolvem a autonomia, a capacidade crítica e a valorização da cultura e conhecimentos empíricos de uns e outros.

Educar com a mídia - novos diálogos sobre educação - Leia na Árvore

Paulo Freire e Sérgio Guimarães reúnem, neste livro, novos diálogos sobre a educação, agora tendo em pauta a controvertida relação entre os meios de comunicação de massa, o processo educativo e seu substrato político e ideológico.

Pedagogia da esperança - Um reencontro com a pedagogia do oprimido - Leia na Árvore

Em Pedagogia da Esperança, Paulo Freire analisa suas experiências pedagógicas em quase três décadas vivendo em diferentes países. Um relato valioso, elaborado com cientificidade, humildade e coerência, que recusa o determinismo e mostra a história humana como um feixe de possibilidades. 

Professora sim, tia não - cartas a quem ousa ensinar - Leia na Árvore

Nesta obra atemporal, o educador busca conversar diretamente com os professores e educadores. Destacando o papel dos professores, o educador ressalta a importância da profissão, as responsabilidades atribuídas e a constante desvalorização a qual estes profissionais são submetidos.

Educação como prática de liberdade - Leia na Árvore

Educação como prática da liberdade foi escrito em 1967, durante o exílio forçado de Paulo Freire no Chile. Tem como principal objetivo alcançar a educação que liberta seres humanos da condição de oprimido e os insere na sociedade como forças transformadoras, críticas, politizadas e responsáveis por todas as pessoas que a integram. 

Cartas à Guiné-Bissau - registros de uma experiência em processo - Leia na Árvore

Cartas à Guiné-Bissau é um livro comovente. Ao deixar transbordar o verdadeiro sentido da ajuda, aquela em cuja prática os que nela se envolvem se ajudam mutuamente, crescendo juntos no esforço comum de conhecer a realidade que buscam transformar. O livro é mais uma obra que busca relatar as experiências do método Paulo Freire.

Alfabetização - leitura do mundo, leitura da palavra - Leia na Árvore 

Neste livro, o educador propõe um olhar crítico para as propostas tradicionais de alfabetização. Para ele, o processo de alfabetização deve resgatar e recriar as situações vividas pelos educandos. Assim, Paulo Freire propõe uma alfabetização crítica e libertadora, que considera a realidade de cada um.


Esse conteúdo foi produzido por:

Time de especialistas pedagógicos da Árvore

10.000+ people recommend using Client-first

Você pode gostar também

aluno engajado em sala de aula
Professores

4 estratégias para melhorar o desempenho dos alunos!

Quer saber como melhorar o desempenho de seus alunos em sala de aula? Neste post, você confere dicas práticas de como fazer seus alunos se engajarem!

Continue lendo