Quer usar o ChatGPT na sua escola em 2024? Baixe nosso guia exclusivo!
Baixe agora!
Blog da Árvore
Educação
Como fazer uso de aplicativos em sala de aula?

Como fazer uso de aplicativos em sala de aula?

12 nov 2018
2 min
Post modificado em:
29/9/2022

O uso de aplicativos em sala de aula é uma técnica eficaz para quem quer despertar o interesse chamar a atenção e promover o engajamento dos alunos.Vivemos em um mundo em que a conectividade e a colaboração fazem parte de nossas vidas desde cedo.

Faz alguns anos, fomos apresentados a geração dos chamados “nativos digitais”. Isto é: aquelas crianças que nasceram em um mundo digitalizado e que, com um ou dois anos de idade, já interagem com tablets e celulares. Mesmo aqueles que já estão em idade de cursar universidades têm o uso de aplicativos como prática natural e diária, algo inato a suas personalidades, sendo o digital um ambiente onde se sentem muito à vontade.

Nesse contexto, quando falamos de utilizar aplicativos digitais em sala de aula, não estamos falando de permitir que os alunos usem seus smartphones para conversas pessoais ou que joguem quando deveriam estar prestando atenção na aula. Estamos falando de se aliar às vantagens da tecnologia na educação, de adotar essa nova maneira de trabalhar e tirar o máximo proveito de todas as boas coisas que a transformação digital pode trazer para sua escola e para seus alunos.

Neste post, você vai entender algumas vantagens e meios de fazer uso de aplicativos em sala de aula de forma eficaz.

Uso de aplicativos em sala de aula: 4 exemplos práticos

Adotar alguma ferramenta online para a educação é sem dúvida um diferencial para as instituições de ensino. Os aplicativos permitem não só complementar conteúdos do currículo escolar, mas muitas vezes possibilitam acompanhar o desempenho dos alunos e turmas de onde estiver e em tempo real.

1- Sala de aula invertida

A sala de aula invertida é uma metodologia que inova o processo de aprendizagem tradicional, invertendo a forma como o aluno é apresentado ao conteúdo escolar. Nessa prática, em vez de chegar com total desconhecimento sobre a matéria a ser discutida em classe, os alunos são estimulados a pesquisar sobre o conteúdo a ser explorado pelo professor antes da aula.

Estudos mostram que a sala de aula invertida aumenta em média 20% da presença e 40% da participação dos alunos em classe. E se o professor puder contar com o uso de aplicativos na sala de aula, essa prática será ainda mais facilitada e proveitosa

O professor pode, por exemplo, criar um guia de conteúdo a ser pesquisado online que ajudará os alunos a se informarem sobre o tema antes da aula. Em sala, o professor pode utilizar uma apresentação de slides que tenha apenas tópicos e, de forma colaborativa com os alunos, ir enriquecendo os slides. Assim, cria-se a apresentação de slide definitiva para a aula. Aplicativos gratuitos como o Google Sala de Aula podem ser usados nesse tipo de atividade.

2- Exercícios em campo

Imagine uma aula de biologia ou geografia em que o professor leva os alunos para o jardim da escola, ou mesmo um parque próximo, e envia um formulário online com questões do tipo:

  • Ache e fotografe uma flor tal (ou mineral Y).
  • Diga onde foi encontrado um mamífero no parque.
  • E um inseto?

Com o uso de smartphones, ou outros aparelhos digitais conectados à rede, essa seria uma aula incrível, que nunca mais iriam esquecer.A atividade pode ser feita em pequenos grupos, o que aumentará ainda mais a participação dos alunos e facilitará a utilização de dispositivos móveis, caso não haja um para cada aluno.

3- Aulas de reforço online

Que tal uma aula de reforço via videoconferência? Sem que os alunos tenham que se deslocar para a escola em um horário em que outras turmas estão ocupando as salas, essa prática aumenta o engajamento dos alunos, além de se beneficiar dos diversos recursos audiovisuais que esse tipo de aplicativo educacional pode proporcionar.

4- Palestras, contadores de histórias e outros convidados

Imagine enriquecer suas aulas apresentando, ao vivo, uma palestrante que pode agregar muito conteúdo a uma matéria, ou mesmo o autor de um livro que se ofereceu para falar com seus alunos.

Outra ideia é convidar um aluno ou professor da escola que está viajando no exterior ou passando um tempo em alguma localidade interessante de nosso país para falar do lugar onde está ou das experiências que está passando.

5- A tecnologia como ferramenta de apoio a organização

Além disso, o uso de aplicativos em sala de aula também ajuda a gerenciar a turma por meio de calendários compartilhados, planilhas e até na correção de provas. Caso sua escola esteja interessada no uso de aplicativos em sala de aula, também pode se beneficiar dos chamados DaaS, ou Desktop as a Service.

Trata-se do fornecimento de dispositivos, como computadores e laptops, sem que seja preciso adquiri-los. Mediante o pagamento de uma taxa mensal que já inclui sua atualização e a troca imediata dos aparelhos em caso de algum problema, sua escola pode fornecê-los para alunos, professores e para a área administrativa.

Gostou das nossas dicas? Confira também nosso e-book sobre Ensino Híbrido e uso de tecnologia para a educação.

Planilha gratuita

Planilha pronta para uso!

Confira um material prático exclusivo para ajudar a gestão escolar no planejamento.

Baixe agora!
No items found.

Baixe o Guia Definitivo da Gestão Escolar!

Tenha acesso a dicas, materiais e conteúdos práticos para tornar o dia a dia da gestão escolar mais simplificado. É gratuito!

Preencha o formulário ao lado e receba o material no seu e-mail.

Formulário enviado com sucesso!
Erro! Por favor, tente novamente.
planilha de planejamento escolar

Planilha gratuita

Planilha pronta para uso!

Confira um material prático exclusivo para ajudar a gestão escolar no planejamento.

Você pode gostar também

Educação

Qual a relação do Enem e o Novo Ensino Médio?

Neste post, o especialista no assunto Eduardo Deschamps conta pra gente qual a relação do Enem com o Novo Ensino Médio.

Continuar
Educação

Veja 4 brincadeiras para trabalhar emoção com crianças

Confira algumas ideias de brincadeiras para trabalhar emoção com crianças e jovens, em casa ou na escola.

Continuar