Como ministrar uma boa aula: 5 dicas para motivar o aluno

O avanço tecnológico da sociedade moderna suscitou um novo perfil de aluno. Assim, aos professores, coube o desafio de aprender a como ministrar uma boa aula, que seja realmente interessante e valiosa para esta nova geração.

Nesse cenário, surgiu a necessidade dos professores desenvolverem qualidades específicas para corresponderem às características do perfil do estudante moderno, o qual dispõe, em alguns casos, de deficit de concentração, hiperatividade, aversão a textos longos, entre outras particularidades.

Entre as dicas para dar uma boa aula, está a inserção de atividades visuais e auditivas aliadas às vantagens do uso da tecnologias na educação, tal como a inserção da leitura digital. Utilizando-a como estratégia poderosa, capaz de conduzir os alunos à compreensão e, principalmente, à recordação posterior dos temas estudados.

Neste artigo separamos 5 passos de como ministrar uma boa aula, que esteja alinhada às características que apontamos anteriormente, a fim de tornar as disciplinas mais atrativas e completas.

Como ministrar uma boa aula: 5 passos para conquistar a atenção do novo perfil de aluno

1. Estimule os alunos a desenhar para lembrar

Elaborar uma imagem que ilustre uma informação relevante faz com que o aluno recorde a imagem e, naturalmente, a informação relacionada. O professor deve apenas orientar quanto ao desenho e não estabelecer o que deve ser desenhado. Os elementos da própria criatividade do aluno contribuirão para sua recordação posterior.

No próprio caderno ou em dispositivos digitais, ilustrações desse tipo reforçam em grande medida a compreensão de todos da sala, despertam o interesse e consequentemente é uma importante dica de como dar uma boa aula.

2. Ensine-os a transformar frases ou conceitos em esquemas mentais

O raciocínio por meio de esquemas favorece a assimilação de conteúdo. Isso porque a relação de causa e efeito — que emerge durante a elaboração do esquema — permite que, mentalmente, ligações sejam estabelecidas.

Dessa forma, muitos porquês são esclarecidos, satisfazendo curiosidades dos alunos e tornando a aula mais agradável, sendo um passo importante na construção de um novo modelo de como ministrar uma boa aula.

Ao final da leitura de um texto, por exemplo, sob a orientação do professor, frases ou parágrafos podem ser reeditados pelos alunos em forma de esquema metal. Essa atividade visa, sobretudo, diminuir o grau de complexidade dos temas abordados. Fluxogramas, setas, aplicativos, adesivos para anotação e outros recursos podem funcionar nesse momento. Tais esquemas facilitarão inclusive a revisão posterior da matéria para as provas e avaliações.

3. Treine-os a fazer anotações em forma de listas

Inicialmente, o professor deve mostrar aos alunos como fazer anotações em forma de listas e qual a importância desse processo para o aprendizado. Em seguida, deve estimulá-los e verificar se de fato estão descrevendo o conteúdo de forma coerente.

Uma das dicas para dar uma boa aula tem ainda mais força nas explicações orais, nas quais o professor deve conduzir os alunos na construção de listas, até que essa prática se torne um hábito de todos.

Empreender atividades desse tipo durante as aulas estimula a capacidade crítica dos alunos, bem como a habilidade de, a seu próprio modo, resumir o conteúdo trabalhado em aula. Aplicativos como Evernote, Fast Note Pad e muitos outros podem agregar valor a essa atividade, auxiliando você professor na tarefa de como ministrar uma boa aula.

4. Recapitule em voz alta e junto com a turma os tópicos da aula

A recapitulação no final de cada aula é uma atitude muito positiva. O professor que elabora suas aulas em tópicos terá maior facilidade no momento de recapitular com a sala.

Uma dica de como dar uma boa aula é ressaltar que recapitular o conteúdo ao final da aula não implica ministrar a aula novamente em menos tempo. Esse período de recapitulação pode ser, inclusive, um excelente momento para o esclarecimento de eventuais dúvidas.

5. Fomente debates em torno de livros ou vídeos

Os debates são maiores à medida que a idade dos alunos é mais elevada. Por isso, o professor experiente deve inclinar o debate não para o campo da opinião, mas, sim, da exploração. Em outras palavras, ele deve explorar informações implícitas do texto. Nesse caminho, as entrelinhas têm tanto a oferecer quanto as linhas propriamente ditas.

Treinar a capacidade de deduzir — no caso de conteúdos verídicos — e a de imaginar — no caso de conteúdos fictícios — eleva o nível de compreensão dos alunos e é uma dica para ajudar o aluno a se concentrar na leitura.

Certamente, estas dicas para dar uma boa aula, mais atrativa e completa não esgotam as muitas possibilidades ainda existentes na área da educação. Há, ainda, inúmeras outras maneiras de aprender a como ministrar uma boa aula, transformando a aula no melhor momento do dia de cada aluno. Então, que outros passos você acrescentaria entre as dicas para dar uma boa aula?

No items found.
e-book Ensino híbrido

E-book

Ensino híbrido

Aprenda novas habilidades para criação de aulas que realmente funcionam.

10.000+ people recommend using Client-first

Você pode gostar também

professora em sala de aula
Professores

5 qualidades de um bom professor no ensino centrado no aluno

Quais as qualidades que todo professor deve ter? Como deve ser o ensino centrado no aluno? Neste post, trazemos algumas reflexões sobre o tema. Confira!

Continuar
livros do paulo freire
Professores

8 livros de Paulo Freire para pensar educação

Entre em contato com os livros de Paulo Freire. Preparamos uma lista com os principais títulos para conhecer o trabalho do educador.

Continuar