Ideb: o que é o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica e por que é importante para as escolas

Você sabe o que é o Ideb? E por que o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica é tão importante para as escolas? Neste post, vamos falar mais sobre o índice e sua relevância para o ensino.

Assim, neste artigo você encontra como e quando surgiu, quais os fatores levados em conta na nota e como utilizar o Ideb no seu dia a dia. Confira!

O que é o Ideb?

Ideb é a sigla para Índice de Desenvolvimento da Educação Básica. Logo, o Ideb é um indicador que registra a qualidade de ensino de todas as escolas públicas e privadas do Brasil.

A partir do Ideb, as escolas recebem uma nota de 0 a 10 referente ao seu desempenho em determinado ano, a cada dois anos.

O Ideb surgiu em 2007 pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP). Ele é é calculado a partir dos dados obtidos no Censo Escolar e no Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb).

Todos os dados podem ser consultados no site do Ministério da Educação. Além disso, por lá, também é possível consultar as metas almejadas para a educação pública.

Por que o Ideb é importante?

O Ideb é um instrumento importante para avaliar como está a educação básica no Brasil. A partir dos dados, é possível fazer comparações entre escolas, regiões e inclusive outros países.

Assim, a partir do Ideb, é também possível estabelecer metas. Atualmente, as escolas possuem a meta de atingir a nota 6, no mínimo, até 2022.

Além disso, o Ideb faz parte do Plano Nacional da Educação (PNE) e da Meta 7 do plano. O objetivo é mapear as escolas que precisam aumentar a nota e fomentar o ensino de qualidade.

Portanto, a partir do Ideb, é possível definir as estratégias de desenvolvimento de cada escola. O Ideb impacta diretamente políticas públicas e gestões escolares, oferecendo um mapeamento importante para todas as instituições.

Quais os fatores levados em conta no índice?

Mas, afinal, como o Ideb é calculado? Como explicamos, os dados do Censo Escolar e do Saeb são a base para a nota do Ideb. Calcula-se a nota levando em conta dois principais fatores: média de desempenho e taxa de insucesso escolar. Vamos explicar abaixo cada um deles:

Média de desempenho

As avaliações do Saeb compõem a média de desempenho. São três avaliações principais: Avaliação Nacional da Educação Básica (Aneb),  Avaliação Nacional do Rendimento Escolar (ANRESC ou Prova Brasil) e Avaliação Nacional de Alfabetização (ANA).

Os alunos das escolas realizam provas específicas nas áreas de Língua Portuguesa e Matemática. Ademais, o Saeb também costuma coletar dados socioeconômicos da comunidade escolar. Assim, partir das notas dos alunos nestas avaliações e dos dados calcula-se a média de desempenho.

Taxa de insucesso escolar

Já na taxa de insucesso escolar, os principais dados analisados é a taxa de reprovação e abandono escolar de uma escola. Portanto, avalia-se aqui o fluxo escolar de forma geral.

As médias de aprovação, reprovação e evasão escolar são obtidas pelo Censo Escolar. Este censo acontece anualmente e é de preenchimento das escolas.

Nota final do Ideb

Por fim, a média das notas nos testes realizados pelos alunos e obtidos pelo Saeb são multiplicadas pela taxa de aprovação da escola, gerando a nota final.

De acordo com o MEC, esta combinação de notas pretende medir de forma equilibrada o desempenho da escola. Afinal, a qualidade do ensino combinada com o fluxo escolar irá acarretar no resultado final de cada instituição.

Confira também nosso webinar Ideb na rede municipal: estratégias e desafios!

Como utilizar o Ideb na sua escola?

Primeiramente, é possível consultar o Ideb de todas as escolas no site do Ministério da Educação. As notas revelam quais os principais pontos que a escola tem desenvolvido e quais aqueles que ainda precisam melhorar.

Dessa maneira, o Ideb é uma importante ferramenta para realizar um diagnóstico da sua escola. Com ele, é possível definir planos estratégicos, ações pedagógicas e inclusive melhorias de infraestrutura que a escola precisa.

O Ideb também serve como diagnóstico importante dos alunos. Afinal, através dos resultados, a gestão escolar pode analisar quais áreas os alunos estão melhores e quais as principais dificuldades enfrentadas na comunidade escolar.

Por fim, o Ideb é importante para a construção de políticas públicas em todo o país. Ele permite que secretarias de educação consigam ter um retrato de cada escola de sua rede, direcionando melhor os recursos e possibilitando o desenvolvimento integrado de todas as escolas.

Curtiu nosso conteúdo? Então continue navegando no site e confira este artigo sobre como a tecnologia pode melhorar o desempenho da sua escola!

Esse conteúdo foi produzido por:

Time de especialistas pedagógicos da Árvore

download gratuito do E-book Escola também é casa

E-book

Escola também é casa

8 dicas para construir uma relação de confiança com as famílias.

10.000+ people recommend using Client-first

Você pode gostar também

alunos usando tecnologia educacional
Educação

Como a tecnologia educacional pode ajudar na sala de aula?

Você sabe os benefícios que a tecnologia educacional pode trazer para sua escola? Neste post, te contamos como!

Continue lendo
educadores trabalhando interdisciplinaridade na escola
Educação

Aprenda a trabalhar interdisciplinaridade na escola em 4 passos

Quer saber como trabalhar a interdisciplinaridade na sua escola? Ensinamos neste post com quatro passos!

Continue lendo