Na prática

Em seis anos, a Árvore já impactou mais de 1 milhão de alunos, atingindo pelo menos 3.300 escolas públicas e privadas pelo Brasil. Nesse período, acompanhamos histórias incríveis de educadores que descobriram uma nova forma de fazer os alunos se apaixonarem pela leitura.

Confira algumas histórias!

Impacto na rede pública

Rede SJC - São José dos Campos (SP)

Quase 10 mil alunos da rede municipal de ensino de São José dos Campos, de 4º, 5º e 9º ano, possuem acesso à Árvore Livros. Desde 2018, o trabalho realizado pela rede para incentivar a leitura com a Árvore Livros fez com que cada aluno lesse em média 17 obras  em 2019.

Transformando as aulas de Ciências

Colégio Liceu Jardim - São Paulo (SP)

Leitura não é importante só para Língua Portuguesa, é essencial para todas as disciplinas, inclusive Ciências. A diretora de tecnologia e coordenadora de ciências do Colégio Liceu Jardim, Michele Rascalha, tinha dificuldade de encontrar um periódico que tivesse conteúdo e linguagem adequada aos alunos. “Nem tudo o que está no jornal é adequado para uma criança ver. Às vezes, o texto é muito denso, tem um vocabulário que aluno ainda não entende. Eu acho que a Árvore Atualidades é um material de atualidades que respeita a linguagem deles. E não tem aquele perigo de ‘ai, meu Deus, o que é que o meu aluno vai ver nessa edição?’.”, conta a educadora.

Semeando leitura em várias etapas

Colégio Nossa Senhora do Perpétuo Socorro - São Gabriel (RS)

A professora Patrícia Costa, que leciona para os anos finais do Ensino Fundamental, conta um pouco sobre a sua experiência como semeadora: “plantar leitura requer várias etapas: ler deve ter um propósito claro e desafiador, valorizar essa leitura faz com que nos tornemos profissionais comprometidos. Conversar com as famílias sobre o quanto as crianças crescem a partir da leitura.”

Uma alternativa para a inclusão de alunos

Colégio Motiva - Campina Grande (PB)

Atender às demandas dos alunos nativos digitais é um grande desafio para qualquer professor, ainda mais quando se trata de fazer isso promovendo a inclusão de alunos com TDAH e TEA. A professora de Língua Portuguesa do Colégio Motiva, Maria Salomé Araújo, trabalhou junto à Árvore Atualidades para aumentar o engajamento da turma de 6º ano em leitura: “(…) é de suma relevância o trabalho com a tecnologia na escola, principalmente, aliado à plataforma como a Árvore Atualidades, que traz alternativas de aprendizagem de leitura e escrita de forma atrativa para um público cada vez mais digital, além da inclusão de alunos com necessidades especiais.”

Quer semear a leitura na sua escola também?

Entre em contato com a gente. Nós ajudaremos você a encontrar a melhor solução de leitura para a sua escola!

Quero na minha escola